nsc
nsc

Recomendações

Jogos para começar e se familiarizar com videogames

Compartilhe

Pensando
Por Pensando Sobre Games
05/05/2022 - 07h00
Kirby em formato de carro no game Kirby's Epic Yarn
Bi-bi! Carro Kirby passando! (Foto: Nintendo/Divulgação)

Este mês, tive o prazer de dividir com a jornalista Juliana Gomes uma mesa na CBN para o primeiro boletim ao vivo do Pensando Sobre Games. Caso você não saiba, todo sábado pela manhã eu falo na rádio as principais notícias da semana do mundo dos videogames. E a Juliana me perguntou o que eu recomendaria para alguém que não tenha familiaridade com games, mas gostaria de ter. “Teria algum jogo que seria interessante para fazer essa ‘alfabetização’?”.

Na hora, só me veio um à cabeça. Mas depois outras pessoas me sugeriram outros e eu mesma lembrei de mais alguns. Então resolvi fazer este texto para responder à pergunta da Juliana e também para que você talvez possa sugerir algum para alguém de que você goste, mas que não seja familiarizado com games. Ou, quem sabe, você mesmo quer voltar a jogar e não tem ideia por onde começar.

Série Kirby – Para mim, não tem um jogo que melhor ensine como jogar um game de plataforma como Kirby’s Epic Yarn. Este título é do Nintendo Wii, já é um pouco velhinho, e você controla o mascote rosa de sapatos vermelhos por um mundo feito de lã e outros materiais usados na costura. Este jogo é ótimo para ensinar o jogador porque você não morre, apenas perde as joias que você coleta na fase, usadas para te dar objetos para decorar a casa do personagem. Parece um game facílimo, mas ele apresenta desafios mais complexos conforme vai chegando ao final. O fato de você não morrer ajuda que a aventura não seja frustrante para quem está começando. Recomendo toda a série do Kirby, mas este é especialmente amigável para quem não tem muita experiência com videogames.

Jogos de kart – Como muitos títulos de corrida atualmente são simuladores ou algo perto disso, nos games de kart você tem a garantia de encontrar um jogo mais no estilo arcade, ou seja, com menos realismo e controles mais simples. O mais famoso de todos é a série Mario Kart, mas existem muitos outros, como o Team Sonic Racing, com personagens da Sega, ou o recente Chocobo GP, do universo Final Fantasy. A Disney também está preparando um, gratuito, mas que ainda não tem data para sair. Porém, um aviso da jornalista que vos escreve e que é muito fã de Mario Kart: jogar o modo difícil nesses jogos não é brincadeira de criança.

Jogos focados na narrativa – Games que se propõem a ter uma gameplay mais simples e muitas cinemáticas podem ser uma boa pedida. Nesse tipo de jogo, o foco é a história. Esses títulos costumam ser bem relaxantes. O seu personagem geralmente tem um espaço pequeno e poucos objetos com que pode interagir. A consequência disso é que o jogador não fica perdido e consegue descobrir sozinho o que precisa fazer para que a narrativa continue. Recomendo os títulos do estúdio Quantic Dream, como Detroit: Become Humane Heavy Rain, os da série Life is Strange e os do falecido estúdio Tell Tales.

Uncharted – talvez você torça o nariz por esta franquia estar nesta lista. Mas, quando joguei este game, não pude parar de reparar o quanto ele é amigável para quem não está acostumado à linguagem dos jogos, mas adora assistir a uma série. Uncharted é supercinematográfico. Os espaços onde você fica, na maior parte das vezes, são pequenos e ligados por corredores, então você dificilmente ficará perdido. E, quando você não souber o que fazer, pode ter um personagem para sugerir algo, como você atirar naquele barril vermelho. Outra coisa que torna Uncharted muito amigável é que ele salva automaticamente muitas vezes. Então, se você morrer, não vai voltar muito. E o game tem muitos níveis de dificuldade, inclusive para quem está começando com jogos de ação. Se você adora séries e gosta de acompanhar uma história de aventura, recomendo muito este aqui. O primeiro jogo saiu no Playstation 3, mas a Sony já lançou uma coleção remasterizada para o PS4.

Estes são só alguns tipos de jogos que eu recomendaria para quem quer começar a gostar de videogames, ou quer retomar um divertido hábito que perdeu há tempos. Existem muitas outras opções por aí. É experimentar para ver o que agrada mais 😊

Leia mais:

> História é mais importante do que gameplay?

> Jogos para todas as idades

> GTA - a diversão de estar livre na cidade

> Lições dos videogames para 2022

Joana Caldas - Pensando Sobre Games

Colunista

Pensando Sobre Games

Um espaço dedicado aos videogames. A jornalista Joana Caldas aborda novidades e jogos saudosos, além de debater tendências e refletir sobre o que torna este hobby tão divertido e apaixonante.

siga Pensando Sobre Games

Joana Caldas - Pensando Sobre Games

Colunista

Pensando Sobre Games

Um espaço dedicado aos videogames. A jornalista Joana Caldas aborda novidades e jogos saudosos, além de debater tendências e refletir sobre o que torna este hobby tão divertido e apaixonante.

siga Pensando Sobre Games

Mais colunistas

    Mais colunistas