nsc
nsc

Opinião

Impeachment: Santa Catarina precisa virar esta página

Compartilhe

Raphael
Por Raphael Faraco
20/04/2021 - 12h42
Centro administrativo do governo do Estado
Centro administrativo do governo do Estado (Foto: Felipe Carneiro / NSC Total)

A um ano e meio da eleição, o jogo político se intensifica. Pode não estar explícito no dia a dia para você leitor, mas não se engane. Outubro de 2022 é o pano de fundo nas principais reuniões no estado. E a pandemia? Importante, claro. Mas nada supera as articulações para o comando de Santa Catarina.

> Receba as notícias mais importantes de Santa Catarina pelo WhatsApp

Somos um Estado que enfrenta exaustivamente há quase um ano o mesmo debate. Desde que a compra dos 200 respiradores virou escândalo nacional e uma CPI para apurar as irregularidades foi instalada no Legislativo Catarinense, se discute a troca do Governo. Era maio do ano passado.

Claro que a gravidade do caso sempre exigiu uma investigação rigorosa. Até hoje, aliás. Mas na esfera política, a sede pelo poder é que coordenou os trabalhos. Ora vestida de equiparação salarial dos procuradores, ora disfarçada de uma aquisição absurda em meio à crise sanitária. Mas o fato é que independentemente do motivo e, da importância dele, a capacidade em articular, em ceder, é o que sacramenta o “sucesso” ou o “fracasso” de quem está no comando em Santa Catarina.

Carlos Moisés e Julio Garcia na Alesc
Carlos Moisés e Julio Garcia na Alesc
(Foto: )

Tanto que entramos em 2021 com um governo muito mais simpático à Alesc. Só que o semear pré-casamento floresceu agora, em março. Não foi possível evitar. Moisés acabou afastado e Daniela assumiu interinamente de novo. Assim seguimos. Mas até quando?

Ainda não há data definida para o julgamento final. O relatório da Polícia Federal e as decisões da Procuradoria-Geral da República e do Superior Tribunal de Justiça pelo arquivamento do inquérito contra Moisés mexem com os bastidores do impeachment. As próximas eleições, também. Ele volta? Daniela fica? E os outros postulantes à cobiçada cadeira em 2022?

É a política catarinense que segue atropelando a pandemia e outros relevantes temas para o nosso desenvolvimento. Amigos, independentemente do resultado no Tribunal, precisamos virar logo esta página e resgatar, mesmo que por um período, as prioridades do Estado.

Leia mais

> Defesa de Moisés pede marcação da data do Tribunal do Impeachment

> Prefeitos querem 30 milhões de doses da vacina Sputnik V a partir de maio

> Ciclone no mar vira Tempestade Subtropical Potira; entenda os impactos em SC

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas