nsc
nsc

Benefício

Novo auxílio emergencial de Florianópolis deve atender mais de 3 mil famílias

Compartilhe

Raphael
Por Raphael Faraco
05/05/2021 - 05h20 - Atualizada em: 05/05/2021 - 09h29
Auxílio municipal para mais de 3 mil famílias em Florianópolis
Auxílio municipal para mais de 3 mil famílias em Florianópolis (Foto: arquivo NSC)

A prefeitura de Florianópolis vai desembolsar mais de R$ 4 milhões para ajudar aproximadamente 3 mil famílias com renda mensal de até R$ 178.

O projeto de lei para um auxílio emergencial do município será encaminhado nesta quarta-feira (5) para a Câmara de Vereadores. Antes porém, o prefeito Gean Loureiro deve apresentá-lo aos parlamentares da base governista.

— Estou enviando em caráter de urgência. Não acredito que alguém votará contra. 

> Veja como receber as principais notícias de Santa Catarina no WhatsApp

A expectativa de Gean Loureiro é de que ele seja aprovado em até duas semanas, permitindo o início dos pagamentos ainda este mês. Assim que o projeto passar pela Câmara, a relação dos beneficiários será publicada no site da prefeitura.

Os repasses serão feitos via Caixa Econômica Federal, no mesmo formato dos programas nacionais. Outros detalhes ainda serão definidos.

Auxílio em 5 parcelas

O programa vai contemplar moradores de Florianópolis afetados pela pandemia, que não recebem o bolsa família ou o auxílio emergencial do governo federal.

— Há muitas famílias que não precisavam. O problema é que agora precisam e não possuem mais o direito de receber. São essas famílias que estão excluídas dos programas, mas que precisam tanto quanto àquelas, que queremos atingir — explicou o prefeito.

Serão duas modalidades de benefício para quem está inscrito no CadÚnico, a ferramenta utilizada para a indentificação de famílias de baixa renda no país. 

A primeira no valor de R$ 1,5 mil, pago em 5 parcelas de R$ 300. A segunda para as mães chefes de famílias monoparentais no valor de R$ 1.875, também dividido em 5 vezes, mas de R$ 375. 

De onde vem o dinheiro?

Os valores aplicados no novo auxílio emergencial sairão dos cofres do município.

Segundo a prefeitura, desde que o sistema Capag (Capacidade de Pagamento de Estados e Municípios) foi criado pela Secretaria do Tesouro Nacional em 2017, pela primeira vez Florianópolis recebeu a nota máxima. Foi nesta semana.

— Com as finanças equilibradas será possível honrar este novo compromisso — garantiu Gean.

Leia também

> Secretaria da Saúde de SC faz apelo e sugere pacto três dias depois do novo decreto 

> SC libera eventos e casas noturnas com novas regras até 17 de maio; leia o decreto

> Dona Ivanir volta do Espírito Santo recuperada da Covid-19 e é a personagem da semana em SC

> Sete ferros-velhos são interditados na região da cracolândia em São José

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Raphael Faraco

Colunista

Raphael Faraco

Jornalista com mais de 20 anos de carreira, editor e apresentador da NSC TV. Notícias em primeira-mão e informações de bastidores sobre o que acontece em SC.

siga Raphael Faraco

Mais colunistas

    Mais colunistas