nsc
nsc

Desrespeito

Beach club de Florianópolis faz balada no pior momento da pandemia em SC

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
02/04/2021 - 19h52 - Atualizada em: 03/04/2021 - 10h42
Aglomeração e sem uso de máscara em Beach Club de Jurerê Internacional
Aglomeração e sem uso de máscara em Beach Club de Jurerê Internacional (Foto: Arquivo pessoal / Reprodução)

Houve balada em um beach club de Jurerê Internacional na tarde desta sexta-feira (2) em Florianópolis. Foi no Café De La Musique, um dos estabelecimentos mais sofisticados da cidade. O distanciamento social não foi respeitado e as pessoas não estavam usando máscara, contrariando o decreto em vigor.

> Receba notícias de Florianópolis e região clicando aqui

Veja vídeo

Decretos em SC

Pela regra vigente, não é possível vender bebida alcoólica depois das 18h. Não se pode afirmar se houve consumo de álcool após esse período. O local foi fechado por volta das 19h. Bares e restaurantes podem funcionar até as 22h.

> Banhistas descumprem decreto no feriado e vão a praias em SC

Para o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), Raphael Dabdab, esse tipo de atitude gera concorrência desleal com quem respeita os protocolos.

“Isso acaba estimulando medidas mais restritivas para todos. Nós defendemos penalizações mais rígidas, até porque a fiscalização nunca será suficiente. Defendemos interditar por uma semana o estabelecimento que descumprir as regras, por exemplo. Até porque, como vimos no verão no litoral norte, houve casa que desrespeitou as regras por duas vezes na mesma semana. Mas é preciso também responsabilizar os clientes que não respeitam os protocolos", concluiu.

Balada em Jurerê Internacional
Balada em Jurerê Internacional
(Foto: )

Segundo a assessoria de imprensa do Café de La Musique, o estabelecimento pode funcionar como restaurante com música e 25% da capacidade. 

“Foi respeitado, com somente as mesas externas liberadas, às 18h parou a venda de bebida e às 19h já não havia ninguém”, informou.

O empreendimento aponta a dificuldade de fazer os clientes respeitarem as regras.

Março foi o pior mês de toda a pandemia de coronavírus em Santa Catarina. Foram mais de 3,2 mil óbitos no período. No último boletim da secretaria de Saúde (SC), 252 pacientes estão aguardando leitos de UTI/SUS. Todas as regiões do estado estão em situação gravíssima, a pior classificação de risco.

Leia mais:

> Banhistas são flagrados em Florianópolis e Balneário Camboriíu no feriado

> Painel do Coronavírus: veja cidade como está a situação da pandemia em SC

> Monitor da vacina: acompanhe como está a imunização em cada catarinense

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas