nsc
    nsc

    Saúde

    Funcionários sem máscara são flagrados em obra da prefeitura de Florianópolis

    Compartilhe

    Renato
    Por Renato Igor
    23/06/2020 - 11h50 - Atualizada em: 23/06/2020 - 12h15
    Dos cinco trabalhadores, apenas um usa máscara (Foto: Emanuel Soares/ Divulgação)
    Dos cinco trabalhadores, apenas um usa máscara (Foto: Emanuel Soares/ Divulgação)

    Um dia após a prefeitura de Florianópolis demonstrar preocupação com o avanço da pandemia do novo coronavírus e anunciar medidas com restrições de várias atividades, funcionários de uma empresa contratada pelo município para obras de pavimentação asfáltica trabalhavam sem máscara na manhã desta quarta-feira (23) nos Ingleses, norte da ilha. O flagrante aconteceu na Rua das Gaivotas. O uso da máscara de proteção individual já é obrigatório desde o dia 1º de junho no bairro, que tem 56 casos confirmados da doença, 46 pessoas recuperadas, 150 casos em análise, nove ativos e uma morte. As informações são do covidômetro da prefeitura da capital. A partir desta quarta-feira (24), o uso da máscara de proteção será obrigatório em toda a cidade.

    >Restrições em Florianópolis seriam melhores caso acompanhadas de compensação financeira

    O retrocesso na flexibilização que ocorre a partir de amanhã é fruto do aumento de casos na cidade e pelo clima de festa no final de semana, considerado “uma piada” pelo secretário municipal de Saúde, Carlos Alberto Justo.

    Chama a atenção, entretanto, que a própria prefeitura não conseguiu evitar que uma empresa contratada por ela para o Asfaltaço respeitasse as regras. Toda a sociedade paga a conta.

    A prefeitura de Florianópolis se manifestou em nota:

    A Prefeitura de Florianópolis informa que o uso da máscara é obrigatório em todos os espaços públicos da cidade a partir de amanhã. O município está alertando todas as empresas contratadas que em caso de descumprimento haverá multa. A exceção fica por conta dos trabalhadores da Comcap. Isso porque o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (Sesmt) da empresa não recomenda o uso de máscara durante o serviço de coleta de lixo, já que o trabalhador está com as mãos sujas e há o risco de precisar ajeitá-la e contaminá-la.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas