nsc
    nsc

    Política

    Justiça suspende sessão da Alesc sobre impeachment do governador Carlos Moisés

    Compartilhe

    Renato
    Por Renato Igor
    15/10/2020 - 13h39 - Atualizada em: 15/10/2020 - 16h45
    Alesc
    Alesc (Foto: Diorgenes Pandini / NSC)

    A Justiça suspendeu a sessão prevista para esta quinta-feira (15) na Assembleia Legislativa (Alesc) que iria apreciar o projeto de decreto legislativo que pede o impeachment do governador de Santa Catarina, Carlos Moisés da Silva (PSL). O desembargador Monteiro Rocha determinou que a sessão ocorra a partir do dia 20 de outubro. Por isso, a votação foi remarcada para as 14h da próxima terça-feira (20).

    > Quer receber notícias por WhatsApp? Inscreva-se aqui

    A alegação do magistrado, atendendo pedido da defesa do governador, é que o prazo de 48 horas não foi respeitado. 

    A Alesc está recorrendo da decisão. O presidente do Legislativo de SC, deputado Julio Garcia, disse que o prazo regimental foi respeitado e informou que a sessão está suspensa, mas que espera realizar a votação do impeachment ainda nesta quinta. 

    > Votação do segundo impeachment tende a ser nova derrota para o governo Moisés

    Leia techos da decisão liminar:

    "Sustenta, em suma, que a apreciação do Processo de Impeachment n. 6919/2020 nesta data malfere seu direito líquido e certo ao devido processo legal porque o parecer da Comissão Especial só pode ser apreciado após 48 horas de sua publicação, nos termos do art. 20, §2º, da Lei n. 1079/50 e da interpretação que lhe deu o Supremo Tribunal Federal, no julgamento da medida cautelar na ADPF n. 378, o que não foi respeitado."

    Postula a concessão definitiva da segurança ‘para declarar a nulidade da convocação de sessão extraordinária para deliberação dessa matéria no dia 15/10/2020, às 15h, ou qualquer outro horário dessa mesma data, eis que o menor prazo para inclusão de tal matéria em Ordem do Dia implica sua inclusão em sessão ordinária de 20 de outubro de 2020, em respeito ao disposto nos arts. 6º, inc. III. alínea “c”, 109 e 116, caput, todos do Regimento Interno da ALESC, bem como ao art. 1º do Ato da Mesa 140/2020 e ao art. 7º do Ato da Mesa n. 221/2020, tudo como medida de respeito ao ordenamento jurídico e da garantia ao devido processo legal.’”

    Ao vivo: colunistas comentam sessão na Alesc

    Leia também

    > Alesc defende manutenção de aposentadoria para ex-governadores em SC

    > Justiça nega pedido de líder do governo para suspender impeachment

    > SC segue com 12 regiões com risco grave para Covid-19; secretário de Saúde avalia cenário

    > Postagem de Felipe Neto sobre Florianópolis repercute nas redes sociais

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas