nsc
nsc

Recuperação ambiental

O que muda na despoluição da Beira-Mar Norte com a marina de Florianópolis

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
18/06/2021 - 07h05
URA da Baía Norte
URA da Baía Norte (Foto: Casan Divulgação)

Obra inaugurada em 2019 ao custo de R$ 18 milhões, o sistema de despoluição da baía norte em Florianópolis terá que ser parcialmente modificado. Isso ocorre devido ao aterro que será feito para a construção da Marina e Parque Público da avenida Beira-Mar Norte, na capital. A coluna antecipou ontem (17) a discussão sobre este assunto. 

Construção da marina Florianópolis quer mudar endereço de estação da Casan da Beira-Mar Norte

Uma reunião tratou do assunto na manhã desta quinta-feira (17) com técnicos da Casan, prefeitura e dos representantes da JL Construção, a empresa vencedora da licitação e que está elaborando o projeto.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

A solução encontrada é a retirada das cinco elevatórias da Casan e da mudança na saída do efluente da Unidade de Recuperação Ambiental (URA).

As cinco elevatórias serão transformadas em uma só, em local a ser estudado ainda, também, para o lançamento do excesso de chuva.

A saída do efluente tratado pela URA deverá ser despejada em outro local com o avanço do aterro.

A prefeitura alega que o fato iria ocorrer de qualquer forma e aponta que quando se pensou na URA o projeto da marina ainda não estava amadurecido.

Outra questão acertada na reunião é a busca de tecnologia, ajustes e melhorias na URA para reduzir o odor. No entorno dela, ficarão os equipamentos turísticos, de lazer e serviços da marina.

Para o importante empreendimento que deve gerar emprego, ofertar um equipamento náutico e de lazer que hoje a cidade não possui, é fundamental que Casan e a prefeitura estejam alinhadas.

Balsa na Beira-Mar Norte gera curiosidade; entenda a relação com a Marina de Florianópolis

Embora a balneabilidade ainda não tenha sido alcalçada pela URA, é fato que houve consideráveis avanços, com a redução de lançamento de esgoto no mar. Experiências internacionais de marinas ecológicas e sustentáveis mostram que elas não são obstáculos para a qualidade da água, pelo contrário, servem até de estímulo à vida marinha. 

E a de Florianópolis promete estar alinhada com os mais eficientes modelos de gestão ambiental, como a certificação Bandeira Azul.

Leia Mais:

Tubarões forçam “plano B” para liberar baleia de rede em Florianópolis

Procon de SC notifica bancos e exige lei dos 15 minutos

Aprovar a reforma da previdência em Santa Catarina é essencial

Morte de ciclistas na BR-101 é tragédia anunciadate de ciclistas na BR-101 é tragédia anunciada

Projeto do Parque e Marina Beira-mar prevê roda gigante e aquário em Florianópolis

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas