nsc
nsc

Retrocesso

Serviços em Florianópolis que geram mais casos de transmissão serão suspensos, afirma Gean Loureiro

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
22/06/2020 - 09h08 - Atualizada em: 22/06/2020 - 10h25
Florianópolis terá medidas restritivas (Foto : Divulgação/ PMF)
Florianópolis terá medidas restritivas (Foto : Divulgação/ PMF)

Os serviços que estão gerando mais casos de transmissão da Covid-19, segundo a vigilância epidemiológica, deverão ser suspensos. A afirmação é do prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, que irá anunciar nesta segunda-feira (22) medidas mais restritivas para a Capital. 

As atividades que terão restrições ainda não foram divulgadas. A prefeitura está preocupada com o aumento de casos do novo coronavírus e com o grande movimento registrado nas ruas e praias neste último final de semana.

> “Fim de semana foi uma piada”, diz secretário de saúde de Florianópolis

> Lojistas da Grande Florianópolis defendem horário reduzido de shoppings por mais um ano

Em conversa com a coluna, Gean afirma que alguns estabelecimentos atraem muita gente. “É que o funcionamento dos locais atrai a galera que não fica mais em casa. Em Canasvieiras teve até pagode em bar para a turma. O comportamento individual precisa melhorar, com mais fiscalização e multa. Quem não cumpre, não pode ficar imune enquanto a maioria vem fazendo o dever de ficar em casa”, explica.

Além de restringir horários e atividades, uma possibilidade é a determinação do uso de máscara de proteção individual em toda a cidade. Hoje, o uso é obrigatório nos calçadões da Avenida Beira-Mar Norte, continental e do centro e no bairro Ingleses.

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas