nsc
nsc

Polêmica

“Todo mundo quer liberar tudo”, diz Gean Loureiro sobre restrições em Florianópolis

Compartilhe

Renato
Por Renato Igor
24/06/2020 - 10h27 - Atualizada em: 24/06/2020 - 10h30
Prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (Foto:divulgação)
Prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (Foto: Divulgação)

O prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro, que está sofrendo duras críticas de empreendedores e trabalhadores, em função das medidas restritivas que estão valendo a partir desta quarta-feira (24), mandou mensagem à coluna e diz que não vai ceder às pressões e que a ação da prefeitura é técnica. Gean explicou, ainda, que as novas regras são decorrência do aumento de casos e que apenas os protocolos não acabam com os riscos. “Todo Mundo quer liberar tudo”, disse ele.

Confirma a mensagem do prefeito Gean Loureiro:

As medidas tomadas segunda-feira(22) não foram por causa do relaxamento das normas nesse último final de semana e sim pelos contatos e transmissões que aconteceram nas últimas semanas com uma tendência pior nas próximas semanas pela aceleração verificada. Protocolos de segurança sanitária diminuem o risco mas não acabam com os riscos. Precisamos que as pessoas evitem sair de casa e a diminuição de opções ajuda nisso. Todas as restrições foram tomadas com base técnica levando em conta artigos científicos recentemente publicados e dados da vigilância epidemiológica. Daí, a definição do que restringir.

Se não fizermos isso agora, teríamos que fazer mais a frente de maneira mais radical e praticamente fechando tudo. Prefiro me antecipar do que em alguns dias a população exigir as medidas com menor resultado porque aí teríamos UTIs lotadas e mortes acontecendo.

Veja o que falou a secretária de saúde de São José na Rádio CBN Diário. Só na segunda-feira (22) foram 79 casos novos. Eles tem a maior aceleração. E apenas restringir espaços públicos e horários não vai surtir o efeito que precisam. Continuo trabalhando tecnicamente, e respeitando as decisões de outros prefeitos da região. Apesar de não concordar e os números mostram os motivos.

Bem, só minha opinião, e respeito a sua. Como você sabe, não decido por pressão e nem para levar aplausos. Posso perder a popularidade mas não perderei a credibilidade e nem a coerência. A área econômica sairá mais rápido da crise quanto antes nos anteciparmos. Todo mundo quer liberar tudo e a mim cabe avaliar a situação de todos e talvez no futuro a economia e saúde poderão agradecer o desgaste que sofro de alguns segmentos hoje. É óbvio que reforçaremos a fiscalização para o comportamento da população melhorar que é fundamental também.

>Restrições em Florianópolis seriam melhores caso acompanhadas de compensação financeira

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Renato Igor

Colunista

Renato Igor

Apresentador e comentarista na CBN Diário e NSC TV, Renato Igor faz análises e traz as notícias sobre o que acontece em Santa Catarina e o que influencia os rumos do Estado.

siga Renato Igor

Mais colunistas

    Mais colunistas