nsc
    nsc

    PANDEMIA E FUTEBOL

    Clássico na Ressacada: quando?

    Compartilhe

    Roberto
    Por Roberto Alves
    04/03/2021 - 07h54
    Estádio da Ressacada e escudo do Avaí
    Clássico da Capital teve decisão ontem com Avaí como vencedor na Ressacada (Foto: Leandro Boeira/Avaí F.C.)

    Avaí e Figueirense fizeram um jogo abaixo do que se esperava. Jogo de um time só e ouso dizer que não sei quando o Avaí vai ter novamente tanta facilidade contra o maior rival.

    Perdeu chances demais, mostrou-se lento nas conclusões, e com falta de objetividade.

    Figueirense desde que a bola rolou mostrou uma equipe tímida, totalmente inibida diante do rival. Não criou uma única chance durante todo o jogo e deu espaços exagerados ao adversário, que marcou apenas uma vez.

    > Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

    O resultado não disse o que foi a superioridade do Avaí durante todo o jogo. Tecnicamente a partida deixou muito a deseja e nem parecia ser um velho clássico de grande rivalidade. 

    Admite-se a cautela alvinegra em função de ser um time em formação, mas foi exagerada.

    > Clique aqui e receba notícias de Santa Catarina em seu WhatsApp

    No final do segundo tempo apareceu um gol do Avaí, apenas uma única vez. O time perdeu a chance de fazer um placar elevado,, tal a facilidade encontrada.

    Foi rigorosamente um jogo de apenas um time, o Avaí que não aproveitou, e acabou vencendo com um placar magro, o que representa de qualquer forma os três pontos necessários.

    Conclusão continua sendo um problema no Avaí. Mérito para Getúlio que marcou o gol da vitória num lance que é sua característica.

    Meu primeiro clássico

    O palco não poderia ser outro: o Adolfo Konder, que mais tarde passou a ser chamado de “O nosso Maracanã”. O campo da Liga protagonizou histórias formidáveis, enquanto esteve em pé. Poderia enumerar momentos desde a inauguração, até o último jogo de futebol que ele abrigou. Era um clássico Avaí x Figueirense jogado por cachorros de um circo que visitava a cidade.

    O clássico se joga desde 1924 e, a partir daí, a rivalidade foi aumentando e se transformou não apenas num jogo de futebol. Muito mais do que isso. Mexe com uma cidade que o aguarda como se fosse sempre uma decisão de copa do mundo, em qualquer situação.

    Nesta quarta-feira vivemos mais um de sua história, diferente dos demais, pela ausência das torcidas.

    Surpresa?

    A derrota do Brusque para o Concórdia explica-se na ausência de cinco titulares dos Brusquenses. O Concórdia que não tinha nada a ver com isso, fez a vitória e recuperou-se no campeonato.

    Olha o Juventus

    O técnico Raul Cabral está dando forma ao time do Juventus, de Jaraguá do Sul. Duas vitórias no campeonato e seis pontos é sinal de uma boa arrancada. Enquanto isso, o Hercílio Luz precisa aproveitar a parada do campeonato para organizar a equipe.

    Boa Vitória

    O Marcilio Dias venceu o Prospera em casa e entrou no campeonato. O placar não foi nenhuma surpresa.

    Para o campeonato

    Com os decretos dos prefeitos de Chapecó, Criciúma, Tubarão e, no fim da tarde desta quarta-feira, de Florianópolis, a realização de jogos nos próximos 15 dias foi suspensa. A Federação Catarinense de Futebol (FCF) baixou a determinação da suspensão da competição e convocou o Conselho Técnico para sexta-feira discutir o futuro do campeonato.

    Não acredito que fique apenas em 15 dias a paralisação. No mínimo, 30 dias.

    Na noite desta quarta-feira também houve indícios de que a Copa do Brasil, da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), também está correndo risco.

    No momento, a preocupação é a Covid-19 e precisamos respeitar obedecendo as determinações das autoridades.

    Leia também

    > Florianópolis registra casos confirmados ou suspeitos de Covid-19 em 72 escolas

    > Como fica a volta às aulas presenciais na Grande Florianópolis

    > "Feliz demais", diz Getúlio após 1° gol como profissional do Avaí contra o Figueirense

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas