A prefeitura de Joinville quer alterar a lei sobre fogos de artifícios com barulho: em projeto enviado à Câmara de Vereadores nesta semana, o município propõe a proibição de queima ou soltura de fogos com estampidos em espaços públicos e privados. Já os fogos de artifício com efeitos visuais sem estampidos não têm restrição, permaneceriam liberados. Se a proposta vier a ser aprovada, passa a valer em 60 dias. Não há prazo estimado de quando será a votação.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O projeto da prefeitura atende a uma recomendação do Ministério Público de Santa Catarina, enviada em junho. Na justificativa da proposta, são citados os transtornos do barulho, principalmente em crianças, idosos e pessoas com deficiência. Os impactos em aves e animais domésticos, como cães, também foram citados pelo município. A recomendação da MP sugeriu a elaboração de projeto de lei sobre o tema.

O Código de Posturas, lei a ser alterada pelo projeto, já traz uma série de regras sobre os fogos de artifício. Uma das proibições é a queima ou soltura em eventos com animais ou próximo de locais que abrigam animais, como parques, praças e áreas de preservação. Há restrições em logradouros públicos. Na recomendação enviada à prefeitura, o MP também campanha de conscientização sobre as restrições previstas no Código de Posturas.

De novo, um dos editais para a SC-418, em Joinville, não tem interessados

Continua depois da publicidade

Projetos de autoria popular em Joinville agora precisam de mais de 20 mil assinaturas

Prefeitura de Joinville quer usar três áreas para parceria em moradias

Proposta para ampliar vagas de assessores começa a tramitar na Câmara de Joinville

Joinville quer mudar lei para levar adiante gestão com organizações sociais

Câmara de Joinville volta a mudar recesso parlamentar

Joinville quer reduzir ISS de eventos e franquias

Destaques do NSC Total