publicidade

Navegue por
Saavedra

Projeto

Ciclovia de 38 quilômetros está nos planos da duplicação da 280

Compartilhe

Por Saavedra
05/12/2018 - 07h00 - Atualizada em: 05/12/2018 - 07h00
ciclovia
(Foto: )

Se for construída conforme prevê o estudo de concepção finalizado recentemente concluído, a ciclovia entre Araquari e São Francisco do Sul será um modelo de via exclusiva para bicicletas. A construção prevista, ainda sem data para início, tem previsão de traçado de 38 quilômetros entre o acesso à aldeia Piraí (perto da intersecção com a BR-101) e a área urbana de São Francisco do Sul. Na maior parte do trajeto, a ciclovia acompanha o traçado da BR-280, inclusive o contorno em São Francisco do Sul.

Exportações de SC crescem 4,5% no ano e 20,28% em novembro

O projeto recomenda a utilização de barreiras “New Jersey” para separar a ciclovia do canteiro lateral do acostamento da rodovia. Esse tipo de barreira é usado para delimitar o canteiro central de parte dos trechos duplicados da BR-101. Para a ciclovia está prevista passarela no cruzamento com a 101 e passagem no trevo do Itinga. A obra faz parte do programa de compensação pelos impactos causados pela duplicação da BR-280. A próxima etapa é a contratação de projeto executivo para detalhar a construção de ciclovia. 

Krona investe R$ 25 milhões em suas unidades

Em relação à duplicação, há trabalhos iniciais em São Francisco do Sul, em ponto onde a rodovia ganhará novo traçado, nas imediações do Morro da Palha. Nos lotes de Jaraguá do Sul e Guaramirim, mais de 33% dos trabalhos previstos foram executados. 

 

Cheiro

Até ameaça de ação judicial para tentar evitar o pagamento do IPTU em 2019 enquanto o problema não for resolvido foi citada na reunião terça-feira na Câmara de Joinville sobre o mau cheiro sentido por moradores em região do bairro Costa e Silva. Ainda conforme o relato da assessoria do Legislativo, baseado nas observações de moradores, a situação vem se repetindo há tempos, com picos durante determinadas épocas. A Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente não identificou ainda a origem do odor. 

 

Fica com a Casan

Em decisão na terça-feira, o Tribunal de Justiça manteve a concessão dos serviços de água e esgoto com a Casan, em Araquari. A prefeitura rompeu com a companhia estadual em março e, antes mesmo de reassumir o saneamento, liminar manteve a Casan como responsável pelo sistema. Com a decisão de terça, tomada por unanimidade por uma das câmaras do TJ, a Casan continuará administrando o saneamento na cidade. A prefeitura vai recorrer. 

 

Reforma

Foi confirmada terça-feira a empresa vencedora da licitação para a reforma da Rodoviária de Joinville.

As obras, com custo de

R$ 2,4 milhões, começam em janeiro para não atrapalhar o período

de festas. 

Canudos

O projeto de Fabio Dalonso (PSD) para determinar que só sejam oferecidos canudos de papel reciclável ou biodegradável nos restaurantes, bares e similares em Joinville tem chances de ser aprovado ainda neste ano.

 

Leia também:

Ratinho Júnior apresenta a Bolsonaro projeto que liga portos no Paraná e Chile

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação