A zona Sul de Joinville continua em desvantagem na mais recente atualização sobre pavimentação, apresentada pela Secretaria de Infraestrutura na Câmara de Vereadores. São 660 quilômetros de vias sem revestimento na área urbana, com os bairros do Sul contando com 320 quilômetros sem cobertura. Portanto, praticamente a metade das ruas de saibro em Joinville estão nos bairros do Sul, de abrangência das subprefeituras Sul e Sudeste. O restante do déficit está espalhado nas regiões das outras seis subprefeituras. A atualização traz panorama semelhante ao observado na versão anterior, de 2019.

Continua depois da publicidade

> Prefeitura de Joinville faz mapeamento de pedidos em manutenção; confira lista

​> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Joinville tem 1,8 mil quilômetros de vias no perímetro urbano. A pavimentação (asfalto, lajotas, paralelepípedos etc.) cobre 64% da malha viária. Portanto, 36% não tem revestimento. Na região com mais cobertura, Centro/Norte, 11,4% das vias não são pavimentadas. Na zona Sul, o índice chega a 50%. Em outro exemplo de comparação, também para demonstrar a desigualdade, os bairros das subprefeituras Sul e Sudeste têm 35% da malha viária de Joinville e 48,5% das ruas sem pavimentação.

Os seis bairros mais populosos da região Sul são Paranaguamirim, Floresta, Boehmerwald, Petrópolis, Fátima e Itaum – são 16 bairros nas duas subprefeituras. Os dados sobre pavimentação serão atualizadosnovamente em agosto, com inclusão dos contratos em execução.

Continua depois da publicidade

O debate na Câmara foi sobre as demandas das subprefeituras e projetos da atual gestão para as unidades. A contratação de equipes terceirizadas, com maquinário incluído, será a providência para atender a demanda represada. A Seinfra abordou a retomada da pavimentação comunitária, para breve, mas sem indicar data. O novo modelo prevê credenciamento de empreiteiras interessadas e regras para a escolha das vias a serem pavimentadas.

> Joinville quer novo modelo para subprefeituras, com contratação de equipes

> Fim do “toque de recolher” em Joinville motiva pedido de mais ônibus à noite

​> Joinville busca R$ 715 milhões para mobilidade e infraestrutura; confira lista de

Destaques do NSC Total