Paradas há mais de três anos, após rescisão contratual, as obras de rio Mathias deverão ter um capítulo decisivo nos próximos meses, com o início de vídeo inspeção, contratada ainda no ano passado pela prefeitura de Joinville. A opção foi aguardar pelos resultados da vistoria na galeria antiga do rio, construída há décadas e, também, com trajeto pela área central da cidade. O diagnóstico apontou necessidade de intervenção em dois pontos, conforme divulgado nesta semana pela prefeitura.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A inspeção na galeria nova, construída para a macrodrenagem, vai indicar qual o estado da estrutura, se é preciso fazer reparos e como deve ser feita a conclusão dos trabalhos, além de definição de custos e prazos. São onze questionamentos a serem respondidos. Além da vistoria na galeria, as comportas flap, estação de bombeamento e muros junto ao rio Cachoeira também passar pela inspeção.

A concorrência foi homologada em março, com contrato de R$ 2,3 milhões. O trabalho terá de ser executado em até 12 meses. A macrodrenagem é bancada com recursos do governo federal, a fundo perdido (sem necessidade de pagamento). O convênio foi prorrogado recentemente por mais dois meses, enquanto é preparada a documentação para ampliação por mais dois anos. Pelos cálculos do governo anterior, em torno de 70% da macrodrenagem está concluída. As obras tinham estimativa inicial de conclusão em 2016.

Leia também

Qual a expectativa de crescimento da população de Joinville neste ano

Continua depois da publicidade

Jorginho Mello participa de inauguração em Joinville nesta segunda

Com “novidade”, Joinville volta a ter renovação na frota de ônibus

Quais foram os custos com o “prédio verde” em Joinville

Mudança em lei de Joinville permite indústrias em mais regiões da cidade

Qual a próxima ponte da fila em Joinville a ser licitada

Por que duplicação em Joinville foi tão fatiada

Destaques do NSC Total