nsc
    nsc

    NO PRIMEIRO TURNO

    Como foram os índices de abstenção e de votos brancos e nulos pelos bairros de Joinville

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    21/11/2020 - 10h14
    Mais de 100 mil pessoas deixaram de votar no primeiro turno em Joinville
    Mais de 100 mil pessoas deixaram de votar no primeiro turno em Joinville (Foto: Arquivo NSC Total)

    A espantosa abstenção em Joinville no último domingo se transformou em desafio para Adriano Silva (Novo) e Darci de Matos (PSD) neste segundo turno. Os dois candidatos classificados para o segundo turno, com votação marcada para o próximo domingo, têm se manifestado sobre o incentivo ao voto, com apelos para os eleitores comparecerem às urnas. O tema deverá ser tratado no horário eleitoral.

    > Em site especial, saiba tudo sobre as eleições 2020

    > Segundo turno das Eleições 2020: data, prazos e calendário eleitoral

    > Experiência, Udo, mudança, bairros, sem alianças, nova política: como foi a volta do horário eleitoral em Joinville

    Ainda que os altos índices de ausência na disputa tenham se repetido pelo País e de que já havia expectativa por causa da pandemia, a abstenção em Joinville impressionou foram 101 mil pessoas que deixaram de votar em um colégio eleitoral de 403 mil pessoas. Um em cada quatro eleitores não foi votar. O índice de abstenção ficou em 25%, quase o dobro do recorde pós-urna eletrônica, de 13,24% em 1996.

    Além da abstenção elevada, atribuída à pandemia e à apatia do eleitorado, os brancos e nulos também foram recordes, chegando a 12,5%. Assim, foram 139 mil eleitores que não votaram ou não escolheram um candidato a prefeito no domingo. Ou seja, quase 35% do eleitorado joinvilense.

    A análise dos dados por locais de votação (nem sempre o eleitor mora no mesmo bairro de sua seção eleitoral) aponta Ulysses Guimarães e Jardim Paraíso como os bairros com maior índice de abstenção, brancos e nulos (veja lista abaixo). Morro do Meio, Boehmerwald e Paranaguamirim completam a lista dos cinco locais com maior percentual de ausências e votos brancos e nulos na eleição em primeiro turno. Mesmo em Pirabeiraba, Saguaçu, Floresta, Glória e São Marcos, onde esses índices foram os baixos em Joinville, ainda assim ficaram em torno de 30%. Buscar a redução da abstenção será um dos principais desafios neste rápido segundo turno.

    O ÍNDICE SOMADO DE ABSTENÇÃO, BRANCOS E NULOS

    Primeiro turno da disputa pela prefeitura de Joinville (por local de votação)

    Ulysses Guimarães 42,40%

    Jardim Paraíso 40,00%

    Morro do Meio 39,80%

    Boehmerwald 39,50%

    Paranaguamirim 38,4%

    Cubatão 38,10%

    Parque Guarani 37,30%

    Petrópolis 35,80%

    Adhemar Garcia 35,60%

    Jardim Iririú 35,60%

    Profipo 35,50%

    Fátima 35,40%

    Aventureiro 35,30%

    João Costa 35,20%

    Itinga 34,90%

    Comasa 34,80%

    Bom Retiro 34,80%

    Itaum 34,60%

    Vila Nova 34,60%

    Bucarein 34,50%

    Nova Brasília 34,40%

    Boa Vista 34,10%

    Costa e Silva 33,80%

    Iririú 33,70%

    América 33,60%

    Jardim Sofia 33,40%

    Santo Antonio 33,30%

    Santa Catarina 32,50%

    Guanabara 32,50%

    Espinheiros 31,92%

    Centro 31,50%

    Rio Bonito 31,50%

    Anita Garibaldi 31,50%

    São Marcos 30,90%

    Glória 30,90%

    Floresta 30,30%

    Saguaçu 29,90%

    Dona Francisca 29,50%

    Pirabeiraba 29,30%

    EM ELEITORES

    Os bairros com maior soma de abstenção, nulos e brancos

    Aventureiro 9.804

    Paranaguamirim 8.003

    Vila Nova 7.204

    Iririú 6.984

    Costa e Silva 6.543

    Anita Garibaldi 6.326

    Petrópolis 5.547

    Jardim Iririú 5.430

    Boa Vista 5.193

    Adhemar Garcia 5.178

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas