A eventual mudança no modelo de gestão do Hospital Municipal São José de Joinville, com transferência para organização social, não tem cronograma, nem está nos planos a curto prazo do governo Adriano Silva, ainda que continue em análise pela prefeitura. “Não é momento (para essa discussão)”, afirma a secretária de Saúde, Tânia Eberhardt, referindo-se ao plano de melhorias lançado nesta quinta-feira como prioridade. A secretária também aguarda mais estudos sobre o modelo de gestão. O lançamento do edital para a UPA Sul (antigo PA do Itaum) também não tem data prevista.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A Fipe, contratada pela prefeitura de Joinville para análise de viabilidade de mudança na gestão do hospital, já entregou estudos e pesquisas à secretaria municipal de Saúde. O conteúdo está em análise. O estudo complementar será concluído nas próximas semanas, conforme a secretária Tânia. Depois dessa apresentação, a prefeitura deve decidir o que fazer.

Mesmo em relação à UPA Sul, com processo mais adiantado, não há definição sobre edital de concessão para organização social. Há onze entidades qualificadas para a disputa da licitação, ainda a ser aberta. A prefeitura pretende avaliar o desempenho da UPA Sul, caso venha a ser concedida, para eventualmente levar o modelo para outras unidades municipais de saúde.

Joinville tem proposta para Parque das Nascentes

Continua depois da publicidade

Projetos de reajuste para servidores, prefeito e vereadores chegam na Câmara de Joinville

Testes rápidos de dengue na rede municipal em Joinville têm estoque limitado

Joinville vai anunciar pacote de medidas para a saúde municipal

Peso de cães motiva veto da prefeitura de Joinville em lei

Acordo para vagas na educação infantil em Joinville tem metas também para 2023

Destaques do NSC Total