As concessões de serviços públicos estão entre os principais desafios do governo Adriano Silva para 2023. As concorrências previstas se dividem entre as obrigatórias, determinadas pela Justiça ou acordadas com o MP, como transporte coletivo e funerárias; e as previstas por decisão da prefeitura, como organizações sociais na saúde e as PPPs na iluminação pública e no saneamento básico. O futuro da Cidadela Cultural também está na lista.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

A mais complexa das concessões é a do transporte coletivo. Em 2023, se encerra o prazo determinado pela Justiça para a realização da licitação, a primeira do setor na história de Joinville. A Fipe foi contratada em abril para a montagem da modelagem do sistema. Por enquanto, a prefeitura não adiantou quais regras pretende adotar – nem o resultado das pesquisas sobre o atual sistema foi divulgado. O edital deve ser lançado no primeiro semestre de 2023.

As licitações das funerárias e dos serviços de cemitérios devem ser lançadas até fevereiro de 2024, conforme acordo com o MP. Por isso, os modelos precisam ser definidos em 2023. A Secretaria de Meio Ambiente pretende abrir uma manifestação de interesse para receber proposta sobre o modelo a ser licitado.

A Cidadela Cultural tem decisão judicial obrigando a restauração e ocupação do complexo, mas sem determinação de concessão. Mas é esse o caminho escolhido pela prefeitura, com dois consórcios preparando propostas para a utilização da Cidadela. Os estudos vão embasar a concessão a ser lançada em 2023.

Continua depois da publicidade

Organizações sociais
Em 2023, será licitada a primeira concessão em organização social em unidade de saúde da rede municipal: será para a UPA Sul. A Secretaria de Saúde pretendia licitar ainda em 2022, mas o plano atrasou porque surgiu necessidade de alterar a lei. Há planos ainda para o Hospital São José, mas improvável a concessão ainda em 2023. Para o ano que vem, há chance ainda de lançamento das PPPs da iluminação pública e da Águas de Joinville (ampliação da rede de esgoto na região Leste).

Por que houve a queda na fatia de Joinville no bolo do ICMS

Câmara de Joinville volta a aprovar proposta de faixa para motos em semáforos

Joinville tem avanço no PIB e passa a ocupar 25º lugar no ranking nacional

Edital para perícia das obras do Mathias, em Joinville, tem empresa inscrita

Câmara de Joinville aprova redução de ISS para dois setores

Joinville mantém liderança no repasse do ICMS, novo critério “ajuda”

Destaques do NSC Total