Em nova tentativa, a prefeitura de Balneário Piçarras não conseguiu contratar empresa para nova etapa de alargamento da praia. Nas concorrências encerradas em janeiro passado e em 2023, não houve interessados no edital. Na atual licitação, as duas empresas participantes apresentaram propostas acima do teto e não foram habilitadas. Com isso, o certame foi considerado fracassado. Na sexta-feira, a assessoria da prefeitura informou há plano de buscar um diagnóstico mais detalhado junto ao Tribunal de Contas do Estado sobre execução dessa modalidade de obras.

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade exclusiva de colunistas do NSC Total

O primeiro edital foi lançado em setembro do ano passado, com valor de R$ 16,6 milhões. O alargamento é previsto para o trecho de dois quilômetros entre os molhes da descida da avenida Getúlio Vargas e o da Barra Sul, perto do rio Piçarras. São 384 mil metros cúbicos de areia a serem depositados. Não foi apresentada nenhuma proposta e a licitação foi considerada deserta, com relançamento na sequência – que também não teve interessados.

Confira imagens de Balneário Piçarras

No novo edital, lançado em abril, o valor foi alterado para R$ 24,2 milhões. O volume de areia a ser colocado na faixa da orla passou para 426 mil metros cúbicos. Como as propostas ultrapassaram o teto e não foram reduzidas, a concorrência foi considerada fracassada. A praia de Balneário Piçarras teve ampliações em 1998, 2002 e 2012.

Continua depois da publicidade

Como Joinville está mudando relação com a Babitonga

Mais dois locais terão radares em Joinville

Representação sobre dívida com empresas de ônibus de Joinville é arquivada

O que será feito das ruínas de antiga construção de hotel de luxo em praia de SC

Prefeitos aprovam estudo “ampliado” sobre construção de ponte entre duas cidades de SC

Ciclofaixa e corredor de ônibus vão ficar junto ao canteiro central em avenida de Joinville

VÍDEOS: Como está a montagem de fogueira gigante em cidade de SC

Destaques do NSC Total