publicidade

Navegue por
Saavedra

Mudança

Presos em flagrante em Joinville devem ser apresentados a juiz em 24 horas

Compartilhe

Por Saavedra
12/10/2018 - 05h00 - Atualizada em: 12/10/2018 - 05h00
Policial algemando preso em flagrante
(Foto: )

Em medida a ser adotada em todo o Estado, todo preso em flagrante em Joinville a partir de segunda-feira será apresentado a um juiz criminal em até 24 horas, para realização de audiência de custódia. O procedimento atende à determinação do Conselho Nacional de Justiça. Na região, as audiências também serão realizadas em Barra Velha, São Francisco do Sul e Jaraguá do Sul. Ao todo, a medida será cumprida em 35 comarcas-sede.

 

O que tem

Além da abertura e duplicação da rua Almirante Jaceguay, incluída após pedido da Prefeitura de Joinville, a previsão do orçamento do governo do Estado para 2019 prevê R$ 4 milhões para a ampliação do Hospital Regional e R$ 8 milhões para a conclusão da Estrada Rio do Morro.

E não tem mais nada, tratando-se de grandes obras. Não há previsão alguma para a duplicação do acesso ao Distrito Industrial (estradas Hans Dieter Schmidt e Edgar Meister), obra de R$ 50 milhões que chegou a ter licitação lançada. 

 

Impactos da onda

Em Joinville, a onda Bolsonaro deixou o pessoal do MDB atônito, afinal, o fenômeno eleitoral alavancou o Comandante Moisés (PSL) e deixou o líder nas pesquisas, Mauro Mariani (MDB), fora do segundo turno. A outra surpresa, também decepcionante para o partido, foi o resultado em Joinville: Mariani ficou em terceiro, atrás também de Gelson Merisio (PSD).

 

Decepção em Joinville

Terceiro lugar foi a posição de Mariani no Estado, mas mais surpreendente foi que isso tenha acontecido também na cidade onde ele tem a base eleitoral. O candidato do MDB fez 22% dos votos válidos em Joinville, enquanto que Merisio foi a mais de 26%, uma diferença de 13,3 mil votos. Comandante Moisés conquistou 39% dos votos válidos na cidade.

 

Foco do PSL

Um das táticas do PSL foi lançar o maior número de candidatos a deputado nos maiores colégios eleitorais. Só em Joinville, foram três para federal e quatro para estadual – nenhum outro partido tinha tantos nomes. O PSL elegeu um federal e um estadual na cidade. Só o PSD conseguiu resultado semelhante em Joinville.

 

Segundo turno

Marco Tebaldi anunciou, na quinta-feira, apoio a Bolsonaro. Para o governo do Estado, o candidato apoiado pelo deputado no 2º turno será Gelson Merisio.

 

Contenção

A Prefeitura de Joinville começou a frear novas contratações mesmo antes de o balanço da Lei Fiscal apontar o maior peso da folha. Já havia sinais de avanço do índice.

 

Leia também:

Miséria aumenta em Santa Catarina

Deixe seu comentário:

Jefferson Saavedra

Saavedra

Saavedra

Jefferson Saavedra traz análises e notícias exclusivas dos assuntos mais relevantes do Norte catarinense, com foco nos bastidores de todos os temas que envolvem especialmente Joinville e região, como política, segurança, mobilidade, saúde e educação.

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação