nsc
    nsc

    MATRIZ

    Quais medidas Joinville pode tomar em caso de agravamento da pandemia de coronavírus

    Compartilhe

    Saavedra
    Por Saavedra
    28/06/2020 - 09h21 - Atualizada em: 28/06/2020 - 10h35
    Neste momento, Joinville está com pontuação 3,8 em escala de zero a cinco em matriz sobre coronavírus (foto: Mauro Schlieck, arquivo pessoal)
    Neste momento, Joinville está com pontuação 3,8 em escala de zero a cinco em matriz sobre coronavírus (foto: Mauro Schlieck, arquivo pessoal)

    Em caso de agravamento da pandemia do novo coronavírus em Joinville, tem um mapeamento das futuras medidas para o enfrentamento da Covid-19, com ações mais restritivas. Hoje, Joinville está com a pontuação 3,8 em uma escala de zero e cinco na matriz Gutai. Ainda é um nível intermediário. Mas se passar de 4 e essa situação se mantiver por um período, há um leque de providências possíveis de serem tomadas.

    > "Joinville será o novo epicentro do coronavírus em SC", diz pesquisador da UFSC, Lauro Mattei

    A sigla Gutai é uma referência às iniciais dos indicadores usados como parâmetro – gravidade, urgência, tendência, abrangência e impacto. Dois dos critérios são referentes à ocupação de leitos hospitalares (UTIs e clínicos). As mortes, proporção de avanço nos casos e ampliação do território de contaminação completam a lista.

    A avaliação da matriz é realizada três vezes por semana e traça, a partir de cada uma dessas averiguações, o planejamento para as duas semanas seguintes. Neste momento, em um dos indicadores fundamentais, Joinville está com 60% de ocupação dos leitos de UTI. Se passar de 80%, o critério entra em outro patamar da matriz Gutai. O sistema também aponta três níveis de alerta, 1, 3 (no qual Joinville está) e 5. Abaixo, algumas das medidas sugeridas para o nível 5 – parte das ações já são adotadas porque previstas em níveis anteriores.

    Parte das medidas sugeridas para o nívem máximo (Joinville está no nível intermediário)

    - Realizar, com urgência, um diagnóstico mais preciso dos processos de assistência em saúde e tomar decisão para implementar melhorias de emergência e urgência

    - Tomar decisões sobre isolamento social involuntário radical

    - Implantar restrições para proibir e controlar a movimentação de pessoas

    - Transporte com funcionamento mínimo, restrito ao atendimento de trabalhadores de serviços e atividades essenciais.

    - Proibição das reuniões, confraternizações e comemorações presenciais, ou qualquer outro tipo de aglomeração.

    - Proibida a permanência em parques, praças e demais espaços abertos.

    - Atendimentos de rotina suspensos na saúde

    - As pessoas devem trabalhar obrigatoriamente em casa, excetuadas as atividades essenciais nas quais há impossibilidade de trabalho remoto

    - Locais de trabalho abertos apenas quando forem destinados a prestar ou manter em funcionamento serviços essenciais

    - Supermercados, estabelecimentos que comercializem gêneros alimentícios e postos de gasolina são mantidos em funcionamento

    - Serviços de educação fechados

    - Atividades administrativas presenciais suspensas

    > Painel do Coronavírus: veja em mapas e gráficos a evolução dos casos em SC

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas