Como previsto, a Câmara de Joinville manteve o veto do prefeito Adriano Silva sobre a lei de autorização de mais usos em loteamento industrial na zona Sul. As tratativas nas últimas semanas já indicavam para o resultado, principalmente após a prefeitura se comprometer com oferta de incentivos, a serem apresentados em até dois meses. Melhorias no acesso também serão analisadas.

Continua depois da publicidade

Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

Projeto que permite casas em parque industrial de Joinville divide opiniões

O veto foi mantido com o voto de 18 dos 19 vereadores – houve uma ausência. O projeto, apresentado por um grupo de seis vereadores, foi aprovado no final do ano passado. A proposta previa usos residenciais e de comércios e serviços em parque industrial. A prefeitura alegou que Joinville tem demanda de áreas industriais e a autorização para outras atividades poderia inviabilizar o uso industrial.

Para o governo Adriano Silva, a região Sul é estratégica, por causa da proximidade com Araquari e acesso às BRs 280 e 101. Acij, Acomac, Ajorpeme e CDL, também se manifestaram favoráveis à manutenção do veto, também com alegação de que a permissão de residências no local poderia inviabilizar a instalação de indústrias.

Continua depois da publicidade

Antídio Lunelli defende aproximação do MDB com Adriano Silva

O que diz Adriano Silva sobre a mudança de posição do Novo sobre o fundo partidário

Visita de Jorginho a Joinville abre expectativa de anúncio para hospital

Proposta de mudança em isenção preocupa entidade em Joinville; emenda vai “corrigir”

TJ mantém lei de Joinville sobre obras viárias à noite

Projetos sobre ônibus em Joinville deverão ter mudanças mínimas na Câmara

Destaques do NSC Total