nsc
dc

Arraiá

5 destinos para quem ama festa junina e quer pular fogueira em 2022

Prepare o traje típico, porque o BuscaOnibus preparou uma lista com os principais destinos juninos do país para você escolher sua próxima viagem

17/06/2022 - 12h01

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Principais destinos
Confira os principais destinos para curtir uma das festas mais tradicionais do país
(Foto: )

O Brasil é o país do carnaval, do futebol e, claro, das festas juninas! Os festejos para Santo Antônio, São João, São Pedro e São Paulo colorem o céu de cidades do norte ao sul com balões de papel e bandeirolas.

E se você estava ansioso para pular fogueira, aproveitar as comidas e bebidas típicas, dançar e se divertir, é hora de conhecer os melhores “arraiás” do país e programar sua próxima viagem.

> Para onde viajar no Brasil? Confira dicas de roteiros culturais para fazer pelo país

O BuscaOnibus, portal de pesquisa de horários e passagens de ônibus mais completo e mais acessado do Brasil, fez uma lista com cinco cidades que fervem durante as festas juninas. Vem ver!

Campina Grande (PA)

A cidade de Campina Grande, na Paraíba, se orgulha em ter o “maior São João do mundo”, registrado no Guiness Book. O município, que fica a menos de duas horas de ônibus da capital, João Pessoa, respira festa junina, tanto que, lá, a folia dura cerca de 30 dias.

No palco, passam cantores e bandas famosas em todo o país, sanfoneiros e repentistas que são celebridades locais, e muitas bandas de xote, xaxado e forró. E, claro, tem quadrilhas dançando todos os dias.

Uma das atrações mais populares é o casamento coletivo, que já chegou a ter mais de 50 casais. Ao longo da Praça Parque do Povo, no centro de Campina Grande, se encontram centenas de barracas com comidas e bebidas típicas.

Os mais animados podem embarcar na Locomotiva Forrozeira, um trem “movido a forró”, que vai até a cidade vizinha, Galante.

Caruaru (PE)

Em Pernambuco, estado vizinho da Paraíba, encontramos outra “Capital do Forró”: Caruaru, que todos os anos disputa com Campina Grande o título de “maior São João do mundo”.

Rivalidades à parte, a verdade é que a festa junina de Caruaru não perde em nada em animação e atrações. E o melhor: viajando de ônibus é possível aproveitar as duas festas!

Além dos shows musicais, com artistas regionais e nacionais, e das quadrilhas, Caruaru tem o desfile das “drilhas” (isso, mesmo!), que desfilam em blocos, como no carnaval, e animam quem está por perto.

Outra atração imperdível é o festival de comidas gigantes. Cozinheiros preparam receitas tradicionais, como canjica e pamonha, em versões enormes. A festa junina mais famosa do agreste pernambucano também dura cerca de 30 dias.

São Borja (RS)

Quando falamos “de norte a sul” não é força de expressão! Saindo de Pernambuco e indo até São Borja, no Rio Grande do Sul, também se encontra uma animada festa junina.

Na cidade gaúcha, o xaxado, o forró e o baião dão lugar ao vanerão, ao chamamé e à rancheira, que são dançados por prendas e cavalheiros pilchados. E o pinhão surge como iguaria mais desejada, fazendo par com o quentão de vinho.

Culinária típica
De norte a sul, a festa junina carrega também a culinária típica e cheia de sabor
(Foto: )

Os festejos juninos de São Borja têm relação direta com ritos católicos. Na festa de São Joãozinho Batista, por exemplo, a procissão termina em arraiá, e os fiéis viram festeiros após as rezas.

São Paulo (SP)

A maior cidade do país não tem uma única festa junina, mas sim inúmeras quermesses, como a da Igreja da Consolação, a do Calvário (na Paróquia São Paulo da Cruz) e a da Paróquia Imaculada Conceição. Essas festas têm em comum: brincadeiras, como pescaria e tiro ao alvo, comidas deliciosas e vinho quente.

> Florianópolis é o terceiro destino mais procurado pelo turismo rodoviário no fim do ano

Além das quermesses, os nordestinos que vivem em São Paulo preparam, todos os anos, o São João de Nóis Tudim, que acontece nos fins de semana de junho e julho, no Centro de Tradições Nordestinas, que atrai gente de toda cidade em busca de um bom baião de dois e de um forrozinho arretado.

Rio de Janeiro (RJ)

No Rio de Janeiro, alguns locais mantêm a tradição junina, como o Beco da Sardinha, no centro, onde acontecem festas com trios de forró, repentistas, saraus de poesia e quadrilhas, como se fazia nas festas de São João antigamente.

A Igreja São Francisco Xavier, na Tijuca, também traz para a quermesse ares de quando o Rio era capital do país. A festa tem delícias típicas, muita dança e brincadeira.

Na cidade vizinha, Niterói, a Festa Junina da Boa Viagem tem um parque de diversões e um disputado torneio de quadrilhas profissionais.

Bônus

Em Santa Catarina, depois de dois anos, acontecerá a tradicional Festa de São João, em São João do Itaperiú, no norte do Estado. A festa começará dia 24 (dia de São João), após a novena da Paróquia São João Batista, e terá muita canjica, paçoca, pé-de-moleque, pinhão, cachorro-quente, milho verde e quentão, bailes com grupos musicais e, a grande estrela da festa: a maior fogueira de SC, com 30 metros de altura, que será acesa na noite de 25 de junho.

QR Code: https://www.buscaonibus.com.br/?utm_source=DC_digital&utm_medium=article&utm_campaign=FTO

Acesse o BuscaOnibus e confira os melhores preços para o seu destino.

Leia também

Site comparador de viagens ultrapassa 600 milhões de pesquisas por melhores preços de passagens

Em busca de conforto, viagem de ônibus também é escolha de classes AB

Passagens rodoviárias estão mais baratas do que antes da pandemia em SC, aponta pesquisa

Colunistas