Durante as férias de verão, as crianças utilizam o tempo livre para brincar e se divertir com familiares e amigos. Nesse período, muitas costumam viajar ou ficar em casa, o que aumenta a necessidade de supervisão e cuidado visando evitar acidentes. Seja na própria residência ou em pousadas e casas alugadas, verificar as condições para receber os pequenos é fundamental.

Continua depois da publicidade

> Clique aqui e receba notícias no WhatsApp

“É nessa época, tão aguardada pelas crianças, que pais, familiares e cuidadores precisam ficar ainda mais atentos. É mais comum que os riscos aumentem, já que crianças e adolescentes estarão com mais tempo livre para explorar os ambientes. Vale fazer uma ‘operação pente fino’ na casa e demais espaços nos quais aproveitarão as férias”, destaca Erika Tonelli, especialista em Entornos Seguros e Protetores da Aldeias Infantis SOS. A seguir, confira algumas dicas a fim de evitar acidentes e aproveitar esse período.

1. Preste atenção às escadas e aos pisos

Crianças não devem brincar próximas a janelas ou sacadas sem proteção, que devem ter grades ou redes de segurança. A atenção deve ser redobrada com pisos escorregadios, lajes e escadas, que oferecem alto risco para quedas. As brincadeiras em parquinhos e brinquedões também devem ser supervisionadas para evitar acidentes.

2. Tampe as tomadas

Visando evitar descargas elétricas, todas as tomadas devem estar tampadas e protegidas para obstruir o contato das crianças. Segundo o Anuário Estatístico de Acidentes de Origem Elétrica 2022, divulgado pela Associação Brasileira de Conscientização para os Perigos da Eletricidade (Abracopel), 342 crianças de 0 a 10 anos foram vítimas fatais de choque elétrico na última década.

Continua depois da publicidade

3. Utilize travas de gavetas

É indispensável adicionar travas em gavetas com objetos cortantes e que ofereçam risco. Além disso, não é somente a faca que apresenta perigo: itens de cozinha em geral, além de objetos como clipes metálicos, tampa de caneta e tesoura, por exemplo, também podem causar acidentes.

> Entenda a importância das brincadeiras para o desenvolvimento infantil

4. Inspecione os brinquedos

Os brinquedos devem passar por uma inspeção para checar se há partes soltas ou quebradas com pontas afiadas ou arestas. Caso encontre algum problema que possa causar acidente ou lesão, conserte imediatamente ou descarte.

5. Mantenha produtos tóxicos distantes

É essencial manter remédios, produtos de limpeza, venenos e plantas tóxicas fora do alcance das crianças.

6. Adapte a casa

Não importa onde seja a hospedagem, na casa de familiares ou no quarto de hotel, as condições de segurança devem ser avaliadas e adaptadas para as crianças.

Continua depois da publicidade

Menino de capacete andando de bicicleta com uma mulher do lado
Equipamentos de segurança em atividades ao ar livre ajudam a evitar lesões (Imagem: Shutterstock)

7. Use equipamentos de segurança ao ar livre

Ao andar de skate, bicicleta ou patins, por exemplo, é necessário usar equipamentos de segurança, como capacete, cotoveleiras e joelheiras, para evitar o risco de lesões graves. Nos parquinhos, sempre verifique a condição dos brinquedos e não os utilize caso estejam quebrados, enferrujados ou com superfícies perigosas.

8. Fique atento às piscinas, aos lagos e aos rios

De acordo com dados da Aldeias Infantis SOS, por meio do Instituto Bem Cuidar (IBC), o afogamento é uma das principais causas de internação de crianças e adolescentes. Por isso, não deixe as crianças sozinhas à beira de piscinas, rios ou lagos e, ao entrar na água, faça o uso de coletes salva-vidas, uma vez que boias de braço não são aconselhadas. Fique atento ainda aos baldes, às bacias, às piscinas plásticas, que, mesmo rasos, podem ser perigosos.

> Entenda sobre os períodos do desenvolvimento infantil

9. Atente-se à segurança de atividades em grupos

Em hotéis e colônias, procure saber se existe uma equipe de monitores especializados para cuidar de crianças, com profissionais formados em primeiros socorros. No caso de atividades que necessitem de equipamentos de segurança, exija que sejam utilizados e se atente às condições dos instrumentos.

*Por Lais Sansoni

Leia também

5 dicas para tornar a casa segura para as crianças 

Saiba como estimular as crianças a comer frutas

3 maneiras de lidar com a birra infantil

Destaques do NSC Total