nsc
dc

Racismo

Apresentadores de SC associam não vacinados a judeus e são indiciados: "Holocausto repaginado"

Vídeo denunciado acumula 187 mil visualizações e 55 mil curtidas

19/07/2022 - 15h39 - Atualizada em: 19/07/2022 - 19h14

Compartilhe

Gabriela
Por Gabriela Ferrarez
No episódio, Pacheco e Souza se colocam como os representantes das marcas de vacina
No episódio, Pacheco e Souza se colocam como os representantes das marcas de vacina
(Foto: )

Os três apresentadores do podcast "Canal dos Hipócritas" foram indiciados por racismo na última sexta-feira (15). Em um vídeo, publicado há oito meses, eles fizeram analogia entre pessoas não vacinadas contra a Covid-19 e os judeus, vítimas de genocídio na 2ª Guerra Mundial. Eles associam, ainda, os campos de concentração, onde 6 milhões de judeus foram assassinados por nazistas, aos estabelecimentos que exigem passaporte da vacina.

Receba notícias de Itajaí e região direto no Whatsapp

O episódio "Corrida das Vacinas" foi publicado em novembro de 2021 pela empresa que tem sede em Itajaí, em Santa Catarina. Participaram do programa os sócios e apresentadores Augusto Pacheco, Bismark Fugazza e Paulo Souza. No vídeo, Pacheco e Souza criticam, entre outras coisas, o passaporte da vacina.

— [Os não vacinados] São aqueles que eu gosto de chamar de "novos judeus", os não vacinados que já não podem frequentar os mesmo lugares da raça ariana vacinada — fala Pacheco.

No episódio, eles se colocam como os representantes das marcas de vacina, ironizando a corrida entre os laboratórios para produção de imunizantes.

— Em breve, os judeus não vacinados não poderão comprar comida sem o passaporte sanitário, o esporte tá sempre se reinventando. Olha, eu não vejo a hora dos novos judeus serem mandados para o campo de concentração dos não vacinados, onde eles vão poder morrer tranquilamente em um novo holocausto, tipo mais moderno, repaginado, sabe — continua Pacheco. 

De acordo com o delegado do caso, Arthur Lopes, o inquérito apurou que os três sócios são responsáveis pelo crime, já que o roteiro e conclusão do vídeo passa pelos três produtores. 

O crime foi denunciado pela Confederação Brasileira de Israelitas (Conib) e a Associação Israelita Catarinense, representação da Conib em SC. Para o presidente da AIC, Eduardo Gentil, o vídeo tem discriminação, preconceito e violência contra a comunidade judaica.

De acordo com Gentil, não é possível afirmar que o canal Hipócritas é antissemita, mas não se pode banalizar um evento que ceifou a vida de mais de 6 milhões de judeus. 

— A ciência comprovou que existem apenas oito tipos de sangue. Não tem sangue judeu, você acreditar que um ser humano é melhor ou pior pelas crenças religiosas, isso não existe — pontuou. 

Até esta terça-feira (19), o vídeo contava com 187 mil visualizaçãoes e 55 mil curtidas. Em novembro, Associação solicitou a retirada do vídeo do ar:

— Nós não podemos permitir que um vídeo que se arvora pelo pretexto de fazer sátira. com algo que ceifou a vida de tantas pessoas. Então entendemos por bem, que ele presta um desserviço à comunidade, é um abuso ao direito da liberdade de expressão.

Conforme a Polícia Civil, o processo segue para a Justiça, onde é solicitado novamente a retirada do programa do canal.  

O DC entrou em contato com os indiciados na sexta-feira (15) por e-mail e redes sociais. Na segunda-feira (18), a reportagem recebeu o retorno de que a solicitação do jornal foi encerrada, sem resposta do canal sobre o assunto.

A publicação do vídeo ocorreu no mês em que o Brasil enfrentou um surto da Covid, com a alta de contaminação pela variante Ômicron. Apenas em janeiro, Santa Catarina teve um aumento de 3.000% dos casos em um mês. Em 14 de fevereito, após a escalada de confirmados, o Estado tinha uma média de 31 vítimas fatais por dia pela doença. 

Leia também

Monark volta ao Flow Podcast e acusa haters de cancelamento excessivo

Jovem que teria sido estuprada, agredida e presa por empresário europeu é resgatada em SC

"Por que não tinha UTI para salvar minha menina?", lamenta mãe de criança morta em SC

Colunistas