nsc
hora_de_sc

Polícia

Assalto em Florianópolis teve rápida ação policial contra audácia de criminosos

Forças de segurança afirmam que proximidade facilitou na atuação rápida na ocorrência

03/08/2022 - 11h06 - Atualizada em: 03/08/2022 - 13h42

Compartilhe

Catarina
Por Catarina Duarte
Diane
Por Diane Bikel
PM tem posto operacional no Largo da Catedral em Florianópolis
PM tem posto operacional no Largo da Catedral, em Florianópolis
(Foto: )

O assalto que parou o Centro de Florianópolis na terça-feira (2) ocorreu a menos de 1 quilômetro de bases operacionais de forças de segurança da Capital. Na avaliação do comando da Polícia Militar e da Guarda Municipal de Florianópolis isso contribuiu para a rápida atuação na ocorrência.

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Dois assaltantes entraram em uma loja na rua Felipe Schmidt por volta das 12h. Em posse de aparelhos celulares e uma quantia em dinheiro, a dupla fugiu e foi alcançada por um policial militar à paisana no Largo da Alfândega, onde houve troca de tiros.

O local do assalto fica distante 500 metros da base da PM no Centro, conforme o Google Maps. Já onde ocorreu os disparos, 350, segundo a mesma ferramenta. A unidade está instalada no Largo da Catedral Metropolitana.

A Guarda Municipal também tem base operacional no Centro. Ela está instalada no Largo da Alfândega, distante, segundo o Google Maps, 350 metros do local do assalto.

Na avaliação do comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar, Dhiogo Cidral, a ação da PM foi rápida. Na base da polícia da Catedral fica um efetivo de apoio para ocorrências na região central.

— Na verdade não vai ser feito nada para aumentar [contingente policial] porque a resposta foi adequada e rápida ao momento. Isso na verdade mostra que estamos no caminho certo. Tinha força de segurança pronta e preparada para dar a resposta necessária ao incidente — afirma Cidral.

O comando da Guarda Municipal tem avaliação semelhante. Valci Brasil diz que a localização do posto da GMF contribui para mobilização rápida dos agentes na ocorrência.

— Ajudou muito por conta que os agentes da GMF viram a ação e já comunicaram no rádio, o que deixou nossas equipes de prontidão e conseguimos fazer a perseguição e prender os assaltantes — afirmou.

Segundo Brasil, a GMF vai continuar com operações e abordagem social na região. Na semana passada, de acordo com o comandante, seis pessoas com mandado de prisão ativo foram localizadas nessas ações.

Veja vídeos do assalto

Leia também 

"Ocorrência hollywoodiana", diz Guarda Municipal sobre assalto em Florianópolis

Gerente de posto de combustível é esfaqueada na cabeça por funcionário em SC

Suspeito preso após assalto em Florianópolis tem 25 anos e 56 passagens pela polícia

Colunistas