nsc

publicidade

Série A

Avaí perde para o São Paulo no Morumbi, pelo Brasileirão 

Equipe azurra joga maior parte do jogo com um a menos, com a expulsão de Brenner ainda no primeiro tempo após consulta ao VAR

20/10/2019 - 17h58 - Atualizada em: 20/10/2019 - 21h01

Compartilhe

João Lucas
Por João Lucas Cardoso
Avaí perde para o São Paulo pelo Brasileirão, no Morumbi
Avaí perde para o São Paulo pelo Brasileirão, no Morumbi
(Foto: )

O Avaí perdeu para o São Paulo por 1 a 0 e segue o calvário no Brasileirão. Com o resultado negativo no Morumbi na tarde deste domingo, a equipe azurra chegou aos sete jogos seguidos sem vitória e continua no Z4. Com o empate da Chapecoense com o Goiás, o Leão caiu para a lanterna. Agora com 11 rodadas pela frente, o time precisa ganhar nove partidas para chegar aos 44 pontos, pontuação tida como suficiente pela permanência na Série A sem passar apuros.

O Leão teve outra expulsão no primeiro tempo, novamente após consulta ao VAR. Desta vez foi com o atacante Brenner, novidade azurra, que acertou a sola da chuteira na canela de um adversário. Como na última quinta-feira, na derrota para o Internacional e com o volante Wesley, a arbitragem mostrou cartão vermelho direto depois de rever o lance no árbitro de vídeo.

O Brasileirão não terá jogos no meio de semana por conta da semifinal da Libertadores, com duelo entre Flamengo e Grêmio. No próximo domingo, o Avaí volta a estar em ação na Ressacada. Às 18h, vai enfrentar o Palmeiras. No mesmo dia, porém às 16h, o São Paulo encara o Atlético-MG, novamente no Morumbi.

O jogo

O Avaí mexeu para tentar surpreender. Luanderson apareceu como volante na frente da zaga, e no ataque Vinícius Araújo teve a companhia de Luan Pereira e Brenner. Passados 15 minutos de partida, o São Paulo tinha quase 80% de posse de bola e o Leão não conseguia chegar perto da grande área adversária. No entanto, os mandantes sequer finalizavam,

Aos 22, o Avaí sofreu expulsão em lance muito semelhante ao jogo da rodada anterior. Brenner acertou as travas da chuteira na canela do zagueiro Bruno Alves depois de deixar a bola escapar. Após consulta ao VAR, o árbitro Dewson Fernando Freitas da Silva apresentou o cartão vermelho ao atacante - exatamente como ocorreu com o volante Wesley na derrota por 2 a 0 para o Internacional, na última quinta-feira.

A partir de então o São Paulo cresceu gradativamente e começou a dar trabalho para Vladimir, Ainda assim, o Avaí pôde dar sua primeira finalização na partida. Foi aos 38, em cobrança de falta. O lateral Paulinho soltou o pé, rasteiro, e mandou do lado da trave. Na sequência, Vladimir fez a defesa do primeiro tempo. Depois de escanteio rebatido, Liziero emendou e o goleiro do Leão se recuperou do lance anterior para dar um tapa para fora.

O Avaí voltou do intervalo determinado a se defender. Mas o São Paulo passou a fazer valer a superioridade numérica de jogadores em campo. Com apenas quatro minutos, o Leão se safou de ter a meta vazada. Com gol vazio depois depois de cruzamento rasteiro, Alexandre Pato mandou pra fora com o gol vazio, de forma inacreditável.

Mas na minuto seguinte não teve jeito. Daniel Alves levantou na área o escanteio e Arboleda subiu mais que todo mundo para cumprimentar a defesa e abrir o placar. Para tentar evitar que o São Paulo emendasse outros gols, o Avaí mexeu. Saiu o volante Matheus Barbosa para a entrada de Marquinhos Silva. A equipe azurra passou a contar com três zagueiros. Instantes depois, aos 15, Julinho entrou na vaga de Paulinho.

O Avaí não praticamente conseguia passar do meio de campo, enquanto o time da casa continuava superior, Então o Leão conseguiu uma escapada. Aos 27, a ligação direta encontrou Richard Franco, que ganhou da marcação pelo lado direito, entrou na área e soltou a patada. Passou na frente do gol, zunindo a trave de Tiago Volpi.

A última cartada por algo diferente por parte do Avaí foi a alteração dos 31 minutos do segundo tempo. O meia Douglas entrou no lugar de Luan Pereira. Pouco depois, Vladimir apareceu de forma determinante mais uma vez. Pato apareceu na cara do goleiro e botou do lado. O arqueiro azurra conseguiu o toque providencial para desviar fora. O São Paulo continuou em cima até o final, mas o resultado do jogo no Morumbi não mudou. Mesmo com a melhor tentativa azurra no segundo tempo. Julinho cruzou e Marquinhos Silva não acertou a bola no gol. O Leão segue sem vencer.

São Paulo 1 x 0 Avaí

SÃO PAULO

Tiago Volpi; Daniel Alves, Bruno Alves (Igor Gomes), Arboleda e Léo; Luan, Tchê Tchê, Liziero (Hernandes), Antony e Vitor Bueno; Alexandre Pato (Raniel). Técnico: Fernando Diniz.

AVAÍ

Vladimir; Loureço, Ricardo, Betão e Paulinho (Julinho); Luanderson, Richard Franco e Matheus Barbosa (Marquinhos Silva); Vinícius Araújo, Luan Pereira (Douglas) e Brenner. Técnico: Evando

GOL: Arboleda, aos 5 do segundo tempo (S).

CARTÕES AMARELOS: Antony, Bruno Alves, Daniel Alves e Luan (S). Richard Franco (A).

EXPULSÃO: Brenner (A).

ARBITRAGEM: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA), auxiliado por Bruno Boschilia (PR) e Nailton Junior de Sousa Oliveira (CE), com Rodolpho Toski Marques (PR) no VAR.

BORDERÔ: 20.763 torcedores, para renda de R$ 714,527.

LOCAL: Morumbi, em São Paulo.

Leia mais notícias e opiniões sobre o Avaí no NSC Total.

Deixe seu comentário:

publicidade