nsc
dc

HORÁRIO REDUZIDO

Bancos são multados em mais de R$ 200 mil por não ampliarem horário de atendimento em SC

A redução do horário foi permitida em março, quando outros serviços também fecharam

05/10/2020 - 17h54 - Atualizada em: 05/10/2020 - 18h07

Compartilhe

Redação
Por Redação DC
O expediente mínimo é de cinco horas, conforme prevê resolução do Banco Central
O expediente mínimo é de cinco horas, conforme prevê resolução do Banco Central
(Foto: )

Agências bancárias de Santa Catarina foram multadas em R$ 240 mil pelo Procon de SC por se recusarem a ampliar o horário de atendimento ao público. Segundo a instituição fiscalizadora, ao menos duas instituições financeiras se negaram a retomar o expediente mínimo de cinco horas em suas agências, cumprindo resolução do Banco Central, o que motivou a punição.

> Bancos reabertos: tempo máximo de 15 minutos na fila continua valendo em tempos de coronavírus

Em março, e devido a pandemia do coronavírus, o Banco Central havia permitido que as agências bancárias de todo o país alterassem o horário de funcionamento com o objetivo de manter o isolamento social. 

Assim, as instituições financeiras ficaram livres da obrigação de anunciar as mudanças no horário de atendimento com antecedência mínima de trinta dias, além de serem dispensadas de cumprir o horário mínimo de expediente para o público de cinco horas diárias ininterruptas e do atendimento obrigatório no período de 12h às 15h.

> Supermercado de Florianópolis afasta todos os 187 funcionários após ter 7 diagnosticados com Covid-19

As novas flexibilizações nas atividades de SC, somadas a formação de filas em frente às agências bancárias do estado motivou o Procon-SC a notificar os bancos pela volta no horário de funcionamento, entre 10h e 16h.

> Volta às aulas presenciais em Joinville já tem data definida

- Não faz sentido as agências reduzirem o horário de atendimento para não evitar aglomerações e deixar o consumidor em pé nas filas. Voltar ao horário normal diminuiria este tipo de situação - explicou o diretor do PROCON SC, Tiago Silva.

Confira a evolução do coronavírus em SC

Leia também

Procon fecha dois postos por venda de combustível adulterado em SC

Procon multa supermercado de Florianópolis onde jovem foi agredido e acusado de roubo por segurança

Colunistas