nsc

Seu bolso

Bandeira vermelha: saiba como economizar na conta de luz após novo aumento

Em julho, taxa extra da conta de luz terá aumento de 52% devido à crise hídrica

30/06/2021 - 15h33 - Atualizada em: 30/06/2021 - 15h35

Compartilhe

Juliana
Por Juliana Gomes
Conta ficará mais cara em julho
Conta ficará mais cara em julho
(Foto: )

O aumento da conta de luz exigirá consumo consciente não só para redução de custos mas para presevação ambiental. A afirmação é da economista Ivoneti Ramos, ex-presidente do Corecon/SC e professora de economia e finanças da Esag Udesc. Em entrevista ao CBN Total desta quarta-feira (30), ela deu dicas para economizar luz e falou de outros impactos do aumento. 

> Receba notícias de Florianópolis e região no seu WhatsApp

A taxa extra da conta de luz terá um aumento de 52% em julho devido à crise hídrica enfrentada pelo país e a queda do nível dos reservatórios de hidrelétricas.

- Essa pressão que teremos sobre os preços vai acabar atingindo muito mais a população mais pobre, que às vezes, já está ultrapassando a margem do vermelho - alertou Ivoneti.

Pensando a curto prazo, alguns cuidados simples podem representar redução na conta, destacou a professora.

- A gente tem que ver se vai substituir algum aparelho, eletrodoméstico, comprar aparelhos com eficiência maior. As novas construções, quem está pensando em fazer uma reforma, trabalhar com a arquitetura, (terá que ver) como ela pode ajudar com a luz natural para ter menos necessidae de ter as luzes acesas durante o dia, os banhos devem ser controlados, as lâmpadas pode ser de led, que são sustentáveis - afirmou Ivoneti.

Ouça:

Outra dica da professora é evitar adormecer com a televisão ligada e deixar a roupa acumular para passar tudo de uma só vez.

- O ideal é adotar isso para longo prazo, devido ao impacto ambiental - afirmou.

O preço da carne de frango e do leite também pode subir devido ao aumento dos custos de produção.

- O próprio varejo vai repassar esse aumento a todos os produtos. E aí quem sofre mais são as famílias com rendas menores - enfatizou.

Leia mais:

> Novo decreto prorroga regras contra Covid-19 em SC; público em estádios segue proibido

> Governo prorroga decreto de estado de calamidade pública em Santa Catarina

> SC vai receber mais 257 mil doses da vacina contra Covid nesta quarta

> Tubulação no teto rompe e alagamento expõe descaso com Hospital Infantil de Florianópolis; veja o vídeo

Colunistas