A edição 2022 do Big Brother Brasil, maior reality show do País, já está no ar e é questão de horas para que as polêmicas do BBB apareçam com força total.

Continua depois da publicidade

> Compartilhe essa notícia no WhatsApp

Afinal, tem sido assim em quase todas as suas edições. Personagens polêmicos não faltam na história do programa da Globo. Dentro da casa mais vigiada, as polêmicas do BBB rendem audiência e são potencializadas fora dela pelas redes sociais. E até mesmo nas demais emissoras de TV

Os barracos são comuns. E todo mundo adora as polêmicas do BBB. No entanto, quando o participante passa do ponto, a confusão ultrapassa os limites da diversão e o brother ou sister podem sofrer com as consequências da “cultura do cancelamento”.

O interessante é notar que até nesse quesito, o reality foi mudando ao longo da sua jornada de mais de 20 anos. Que tal relembrar as principais polêmicas do BBB?

Continua depois da publicidade

> ​> Conheça todos os participantes do BBB 22

Panelaço da Tina

A participante mais polêmica de todas as edições estrelou várias confusões, mas ficou marcada pela cena do ‘panelaço’ pela casa enquanto os outros participantes dormiam. Isso tudo na segunda edição do programa.

A passagem de Tina pelo BBB foi tão marcante que teve até monstro no BBB 20 inspirado nesse momento do bate-panelas. Além disso, em uma das cenas mais memoráveis de todas as edições, ela chegou a revirar as gavetas dos outros brothers e viu suas roupas serem jogadas na piscina logo após seu ataque de fúria.

De polêmico a vencedor

O gaúcho Marcelo Dourado foi um dos concorrentes da quarta temporada do BBB, em 2004. A postura agressiva e as brigas com outros participantes de casa fizeram com que ele ficasse marcado como um dos vilões daquela edição.

Marcelo Dourado, campeão e posturas agressivas
Marcelo Dourado, campeão e posturas agressivas (Foto: Reprodução/Globo)

Como o BBB adora um barraco, Dourado retornou ao programa na 10ª edição. E, pasmem, venceu e faturou o prêmio de R$ 1,5 milhão. Além desta bolada em dinheiro, a passagem do lutador pelo BBB 10 ficou marcada por muitas polêmicas, sobretudo relacionadas à sua sexualidade.

Continua depois da publicidade

> Acompanhe todas as polêmicas do BBB 22

Triângulo amoroso

Diego Alemão foi o vencedor do Big Brother Brasil 7. Em 85 dias de confinamento, ele se entregou de corpo e alma: discutiu com outros participantes, passou por cinco paredões e cativou o público.

Levou o prêmio de R$ 1 milhão com 91% dos votos. Galã, Alemão causou uma das principais polêmicas do BBB ao protagonizar o maior triângulo amoroso de todas as edições do reality, formado por ele, Íris Stefanelli e Fani.

Idas e vindas

Yuri substituiu Kleber Bambam, primeiro vencedor do BBB, que desistiu de voltar ao BBB 13. Dentro da casa, ele se relacionou com Natália Casassola. O casal gerou várias polêmicas, mas o relacionamento foi marcado por fortes emoções, com direito a brigas, términos e reconciliações.

> Descubra os signos dos participantes do BBB 22

Agressão e expulsão

Ela fez barraco, gritou, chorou e ainda ficou famosa com o bordão “olha ela”, quando levantou a voz com as rivais Juliana e Adélia. A maior polêmica foi quando Ana Paula Renault, do BBB 16, acusou o participante Laércio, do grupo oposto, de ser pedófilo durante uma discussão. E sobrava pra todo mundo, até para os amigos.

Continua depois da publicidade

Ana Paula, expulsa da casa após agredir Renan
Ana Paula, expulsa da casa após agredir Renan (Foto: Reprodução/Globo)

O desfecho não poderia ser outro: Ana Paula foi expulsa da casa após agredir Renan, um de seus principais rivais no programa. Realmente, ela só não causou mais polêmicas no BBB porque saiu. 

Relacionamento abusivo

A experiência de Marcos Harter na edição 17 do BBB foi bastante conturbada, principalmente por conta do namoro com a sister Emily Araújo. A agressividade dele chocou sobremaneira o público. A pressão foi tamanha que ele acabou sendo expulso da casa.

Para se ter uma ideia da repercussão, na época, uma delegada chegou a ir na casa do BBB para tomar o depoimento dele, o que acabou não acontecendo. Até hoje o ex-casal dá o que falar nas redes sociais.

Em razão da sua expulsão por indícios de agressão física, Marcos chegou a processar a rede Globo. Ele alegou prejuízo a sua imagem, mas não obteve sucesso.

Continua depois da publicidade

Fofocas e confusões

Na edição 2018 do BBB, o troféu de participante mais rejeitado pelo público foi dado à cearense Patrícia Leitte. Ela foi eliminada com 94,26% dos votos. Uma marca e tanto. No início, ela se destacou no programa, com sua personalidade forte e ao demonstrar muita atitude.

No reality, ela mostrou que tinha ido para jogar e, mesmo se relacionando com o sírio Kaysar, não deixou de provocar barracos em busca pelo prêmio. Mas sua popularidade foi diminuindo à medida em que começou a se envolver em polêmicas com Kaysar, além de arrumar confusão com alguns colegas.

Ela se envolveu em muitas rodinhas de fofoca e falava mal dos outros brothers, principalmente de Gleice, a campeã da edição. Uma das brigas mais emblemáticas foi quando Gleice retornou de um “paredão falso”, surpreendendo a todos da casa.

Racismo e intolerância religiosa

Assim como o racismo foi assunto central no BBB 21, em 2019, quando Paula Von Sperling foi campeã, a pauta também foi trazida à tona com força. Porém, de maneira negativa, já que ela teve muitos comportamentos controversos. Nos comentários de Paula, o racismo estrutural foi escancarado.

Continua depois da publicidade

Como não lembrar de sua surpresa ao descobrir que o homem que esfaqueou sua amiga não era um favelado, mas sim um homem branco que morou na Austrália e no Canadá?

Outro momento que causou reação nas redes sociais foi quando ela falou sobre cotas raciais: “Vocês concordam com cota pra negro em universidade?”, questionou Paula. “Eu não concordo, pra mim isso é uma forma de racismo do Estado”, sem se dar conta de que as cotas são parte de uma reparação histórica com os negros na sociedade.

Outra passagem em que demonstrou racismo foi quando quis definir o significado de humor negro: “É você pegar uma pessoa negra e começar a fazer piadinha contra ela. Isso é humor negro”.

Paula ainda foi acusada de intolerância religiosa ao falar que tinha medo de Rodrigo, um de seus colegas de confinamento que também é negro: “Tenho medo do Rodrigo. Ele mexe com esses trecos… ele sabe cada Oxum [divindade de matriz africana] deles lá. Nosso Deus é maior”.

Continua depois da publicidade

Ela até chegou a ser processada por injúria, mas o caso foi arquivado. No fim, apesar das polêmicas do BBB e contrariando o que muitos desejavam, Paula acabou vencendo a edição de 2019.

> BBB 20: Paredão de Manu, Prior e Mari bate recorde de votos

Paredão histórico

Felipe Prior foi o décimo eliminado do BBB 20, em um paredão no qual recebeu 56,73% dos mais de 1,5 bilhão de votos, recorde histórico da atração. O paulistano passou por algumas polêmicas no programa. Dizendo o que pensa, seu comportamento não agradou as mulheres da casa.

O participante, realmente, foi um dos que mais causou rebuliço na web, seja pela avalanche de críticas ou receber apoio de famosos, como Neymar Jr. e Gabigol. Ele, que no programa arrumou muita briga, também esteve envolvido no plano de desestabilizar as mulheres do reality junto de Hadson, Petrix e Lucas.

Além disso, Prior foi acusado de assédio sexual e estupro fora da casa e até se tornou réu em um processo. Mesmo longe da casa e das polêmicas do BBB, ele continua fazendo muito sucesso nas redes sociais com mais de 5,4 milhões de seguidores no Instagram.

Continua depois da publicidade

> Como votar no paredão do BBB? Confira o passo a passo

Uma personagem, várias polêmicas

Na edição 21, a cantora Karol Conká não saiu dos holofotes dos internautas. A expectativa do público era enorme, e assim que o nome dela foi anunciado, uma grande comoção tomou conta. Ela entrou com força no programa, com uma grande base de fãs que estavam dispostos a ajudar em sua permanência.

No entanto, em apenas uma semana de confinamento, Karol chocou o público pelo jeito ríspido e até mal educado de tratar os colegas, em especial Lucas Penteado. Essa atitude mais agressiva gerou uma grande repercussão negativa nas redes sociais e até famosos como Anitta e Emicida criticaram a postura da rapper.

Afinal, Karol, que é conhecida por ser feminista e ter um discurso empoderado, até foi acusada de xenofobia ao reclamar da forma como Juliette, por sinal a grande campeã, falava.

> Entenda a briga de Karol Conka e Lucas Penteado no BBB 21

Saúde mental

Também na edição 21, a saúde mental foi outro ponto discutido, quando o participante Lucas Penteado desistiu de competir no programa. 

Continua depois da publicidade

Ele abandonou a casa depois do 14º dia, após se assumir bissexual e beijar o brother Gilberto Nogueira, assumidamente gay. A atitude dos dois causou reação dos outros participantes, mas a pressão recaiu sobre Lucas.

Os demais concorrentes encararam o beijo como estratégia de jogo por parte dele. Como o cantor já havia se desentendido com parte do elenco, Lucas não aguentou e alegou que precisava cuidar da sua saúde mental e deixou o BBB 21.

Outro momento entre as polêmicas do BBB envolvendo Lucas foi quando Karol Conká o expulsou da mesa na hora do almoço. Ela alegou que queria comer em paz e, portanto, ele não era bem-vindo. Ele estava isolado do convívio da casa, o que levantou a hipótese de que estaria sofrendo tortura psicológica.

Curiosidades do BBB

Leia também

BBB 22: tudo o que sabemos sobre o reality

Continua depois da publicidade

Big Brother Brasil: por onde anda o primeiro participante catarinense do reality show

Veja quanto Tadeu Schmidt pode ganhar ao apresentar o BBB 22

Melhores memes do BBB 21: “Eu sou maquiadora”, samambaia sarradora e Lumena não autorizou

Destaques do NSC Total