O presidente Jair Bolsonaro (PL) autorizou o aumento de aproximadamente 33% no piso salarial de professores. A porcentagem é maior que a recomendação do Ministério da Economia, que beirava 7,5%.

Continua depois da publicidade

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O piso da categoria pode passar de R$ 2.886,24 para R$ 3.845,34. O tema gera divergências entre governo federal e estados ou municípios. Governantes locais temem que o aumento gere grande pressão nas contas e aumente, de forma considerável, os gastos.

Pela Lei do Magistério, o reajuste de professores é atrelado ao chamado valor por aluno do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), definido pelo Ministério da Educação.

Com a aprovação do novo Fundeb, a remuneração de professores deve seguir a variação do ICMS recolhido pelos estados e também a variação da inflação nos últimos dois anos – o reajuste do valor por aluno deve ser de 33% em 2022.

Continua depois da publicidade

Leia mais no Metrópoles, parceiro do NSC Total. 

*Mariah Aquino

Leia também 

De cada R$ 4 cortados em Infraestrutura em 2022, R$ 1 será em SC

Eleições 2022: o que pré-candidatos dizem sobre o teto de gastos

Debandada nos cargos de chefia da Receita Federal em SC em resposta a corte bilionário

Destaques do NSC Total