nsc
dc

Política

Bolsonaro quer depor presencialmente em caso de interferência na Polícia Federal

Os ministros iriam voltar a discutir sobre o inquérito nesta quarta-feira (6); Moraes, no entanto, adiou a votação

06/10/2021 - 15h30

Compartilhe

Metrópoles
Por Metrópoles
O inquérito contra Bolsonaro foi aberto em 2020
O inquérito contra Bolsonaro foi aberto em 2020
(Foto: )

O presidente Jair Bolsonaro disse que quer se manifestar de forma presencial no caso da suposta "interferência na Polícia Federal". A Advocacia-Geral da União protocolou uma ação, nesta quarta-feira (6), no Supremo Tribunal Federal (STF). 

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

O plenário voltaria a julgar nesta quarta-feira o processo, mas o julgamento foi suspenso por causa da petição. O inquérito foi aberto em 2020 após acusações do ex-ministro Sergio Moro. 

> Governo Bolsonaro já arrecadou R$ 61 bi em SC em 2021 e pode bater o próprio recorde

“Acabei de receber uma petição protocolada pelo AGU em que, em nome de Bolsonaro, manifesta perante ao STF o interesse em prestar depoimento mediante comparecimento pessoal. O presidente solicita somente que o comparecimento pessoal possa ser anteriormente facultado e que marque local, dia e horário”, disse Moraes.

Leia mais em Metrópoles, parceiro do NSC Total. 

Leia também

O levante de parlamentares de SC contra Bolsonaro e o recado que ele traz

Teve reação à vacina da Covid-19? Saiba o que fazer

Balneário Camboriú prepara maior Réveillon de SC com fogos de R$ 2,3 milhões

Colunistas