A obra de arte inspirada na imagem do cavalo Caramelo, que ficou quatro dias ilhado sobre o telhado de uma casa em Canoas, no Rio Grande do Sul, virou estampa de camisetas, regatas e moletons pela campanha Solidariedade é Doce como Caramelo, do Instituto Sou de Fazer, criado recentemente para ajudar as vítimas da enchente. O lucro das compras dos produtos deve ser revertido em doações para as vítimas no Rio Grande do Sul.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total no Google Notícias

Um dos líderes do Instituto Sou de Fazer é o ex-jogador de futebol Rafael Sóbis, que publicou um vídeo em seu Instagram, em colaboração com a organização, pedindo doações em Pix para ajudar as vítimas do Rio Grande do Sul no início do mês de maio.

O quadro do cavalo Caramelo foi leiloado num evento solidário no início desta semana por R$ 130 mil. A imagem virou obra de arte a pedido do diretor do Programa Cavalos, Jonio Salles, e pelas mãos do artista plástico argentino José Acuña.

Relembre a obra de arte inspirada no cavalo Caramelo

Continua depois da publicidade


A obra de José Acuña irá estampar camisetas, regatas e moletons de diversos modelos e tamanhos confeccionadas pela Reserva, cujo lucro será totalmente revertido aos atingidos pelas inundações.

A aquisição das peças pode ser feita pelos sites do Programa Cavalos e do Instituto Sou de Fazer. O valor da camiseta adulto é R$ 99 e os preços dos demais itens podem ser consultados nos sites de venda.

*Sob supervisão de Andréa da Luz

Leia mais

Dos maus-tratos à fama: Cavalo Caramelo recebe 20 pedidos de adoção por dia

Cavalo Caramelo, que foi resgatado de telhado no RS, vai morar em fazenda de universidade

Cavalo Caramelo precisa recuperar 50 quilos que perdeu após passar dias ilhado no RS, diz hospital

Destaques do NSC Total