As histórias dos animais salvos nas enchentes do Rio Grande do Sul comoveram e sensibilizaram o Brasil. Até o momento, a Defesa Civil do estado gaúcho contabilizou 12 mil salvamentos. Entretanto, segundo o Grupo de Resposta a Animais em Desastres (GRAD), esse número pede chegar a 20 mil.

Continua depois da publicidade

Siga as notícias do NSC Total no Google Notícias

No sábado (18), o governo do Rio Grande do Sul firmou uma parceria com o GRAD para dar assistência aos animais resgatados das enchentes que atingiram o Estado. Um termo de cooperação prevê o trabalho conjunto de planejamento, gestão, monitoramento e execução das atividades desenvolvidas em resgates de animais.

O trabalho envolve o acolhimento dos animais em abrigos nos municípios gaúchos e também inclui a identificação e catalogação para localização de tutores ou o suporte nos procedimentos de adoção.

Casos que comoveram 

Alguns casos de animais resgatados no Rio Grande do Sul comoveram o Brasil. Entre eles, o salvamento do Cavalo Caramelo, que foi resgatado após ficar dias ilhado em cima de um telhado em Canoas. 

Continua depois da publicidade

Agora, Caramelo recebe cerca de 20 pedidos de adoção por dia. Os pedidos da guarda do animal são recorrentes e feitos tanto pessoalmente quanto pelas redes sociais. Outras pessoas foram até a Universidade Luterana do Brasil (Ulbra), onde ele está abrigado, afirmando que seriam seus donos.

VÍDEOS: Resgates de animais nas enchentes do RS emocionam na internet

Os veterinários da Ulbra desconfiam que o motivo para o real dono não aparecer seja que o animal era, provavelmente, vítima de maus-tratos. Ele também possui uma marca de cabresto no nariz, o que indica que fica preso a maior parte do tempo.

Além do Caramelo, o resgate de uma égua presa no terceiro andar de um prédio em São Leopoldo também comoveu a população. O animal estava no edifício após um catador de recicláveis levá-lo até o local para salvá-lo das enchentes. Junto com a égua, estava um bezerro. 

— Acho que o amor aos animais me fez eu fazer isso daí, porque eles são de estimação. Nossa, eu consegui, na garra de Deus, ter força para empurrar eles escada acima —  contou o catador. 

Continua depois da publicidade

A história do cachorro que “abraçou” a perna de uma voluntária catarinense após ser resgatado no Rio Grande do Sul também ganhou repercussão nacional. O momento foi flagrado em Canoas e protagonizado pela médica veterinária Liandra Dall’Orsoletta, coordenadora do Núcleo de Atenção aos Pequenos Animais (NAPA), de Chapecó, no Oeste de Santa Catarina.

Veja as fotos dos animais resgatados

Leia mais

Imagens mostram o drama dos animais na busca por resgate nas enchentes do RS

Imagens de satélite mostram mancha em rios do RS que pode causar danos ambientais

SC chega a 10 cidades em situação de emergência devido às chuvas

Destaques do NSC Total