nsc
santa

Série B

Celsinho registra BO sobre caso de racismo em Brusque

O meia também foi ouvido pelo Ministério Público sobre os três casos em que foi alvo de ofensas relacionadas à cor da pele neste ano

03/09/2021 - 18h06 - Atualizada em: 03/09/2021 - 18h08

Compartilhe

Por João Victor Góes
Celsinho faz gesto antirracista após marcar gol na Série B
Celsinho faz gesto antirracista após marcar gol na Série B
(Foto: )

O jogador Celsinho, do Londrina, registrou um boletim de ocorrência nesta sexta-feira (3) sobre o episódio em que apontou ato de racismo de um membro da equipe do Brusque. O meia também foi ouvido pelo Ministério Público sobre os três casos em que foi alvo de ofensas relacionadas à cor da pele neste ano.

> Receba notícias por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

O atleta já havia passado por episódios semelhantes nas partidas contra Goiás e Remo, em julho. Na ocasião, as ofensas foram proferidas por profissionais de rádio durante as transmissões das partidas. As informações são do portal GE.

No último sábado (28), durante a partida entre Brusque e Londrina, no Estádio Augusto Bauer, Celsinho relatou ao quarto árbitro que uma pessoa que estava em um dos camarotes teria o chamado de "macaco" ainda durante o primeiro tempo.

Segundo a promotora Susana de Lacerda, do MP-PR, Celsinho e outros dois jogadores do Londrina que testemunharam as ofensas em Brusque foram ouvidos. No entanto, cada processo deverá ser apurado pela promotoria de cada Estado, que vai definir possíveis denunciados.

- Como os fatos não aconteceram em Londrina, a atribuição não é daqui. O objetivo do Ministério Público é, diante da gravidade e da reiteração em sequência, angariar provas, ouvi-lo, ouvir testemunhas e encaminhar algo mais robusto para os estados. Depoimentos foram gravados para os promotores terem mais elementos para tomar providências, além dos vídeos e materiais de conhecimento público - disse a promotora ao GE.

A promotora disse ainda que o crime de injúria racial fica claro dentro dos casos registrados e um deles pode, inclusive, alcançar o caso de racismo, porque atinge toda a população negra.

Vídeo identifica grito de "macaco" em Brusque

Um vídeo publicado pelo Londrina na última terça-feira (31) mostra que a palavra "macaco" foi gritada durante o jogo contra o Brusque no último sábado (28).

"Em resposta a nota oficial do Brusque Futebol Clube, a qual indica como oportunista a vítima Celso Luis Honorato, no ato por ele sofrido de racismo e ainda, em meio às inverdades proferidas sobre o caso, o Londrina Esporte Clube, vem a público expor o vídeo em que, no áudio ao fundo, se escuta, de maneira clara e indubitável, vindo da arquibancada, o xingamento de 'macaco', conforme relatado pelo meia", escreve o clube paranaense em publicação no Twitter.

Relembre o caso

Durante a partida entre Brusque e Londrina, neste sábado (28), pelo Campeonato Brasileiro da Série B, o jogador Celsinho, do Londrina, acusou um membro da equipe do Brusque de racismo. Segundo ele, uma pessoa que estava no camarote do estádio Augusto Bauer teria o chamado de "macaco" no primeiro tempo da partida.

No intervalo, o meia do time paranaense chamou o quarto árbitro e relatou o ato de racismo, inclusive apontando e identificando a pessoa no camarote do clube catarinense. Em entrevista ao SporTV, Celsinho desabafou sobre o caso.

— É lamentável, ainda mais se tratando de um ato desses mais uma vez. É inadmissível. Uma equipe de porte médio baixo, recém promovida a uma Série B de Campeonato Brasileiro, cometendo um ato desses. É inadmissível, mas as providências serão tomadas — afirmou.

Celsinho ainda criticou o número de pessoas presentes no camarote do Augusto Bauer durante a partida. O meia disse que não entende o motivo para tantas pessoas estarem no local, sendo que a presença de torcedores ainda não está liberada nos estádios brasileiros.

Celsinho, jogador do Londrina, aponta o autor do comentário racista
Celsinho, jogador do Londrina, aponta o autor do comentário racista
(Foto: )

Pedido de desculpas

Na tarde desta segunda-feira (30) o Brusque divulgou uma segunda nota pedindo desculpas pelo comunicado sobre racismo publicado no domingo (29), em que acusa o jogador Celsinho, do Londrina, de "oportunismo". O texto cita que a declaração anterior havia sido um "momento infeliz".

O novo comunicado da equipe catarinense estende o pedido de desculpas aos torcedores, simpatizantes, patrocinadores e imprensa. O clube também reconhece que teve um pensamento equivocado.

“Esperamos que entendam esse momento infeliz que estamos vivendo, cabe a nós, humildemente reconhecer o erro da nota anterior e pedir desculpas mais uma vez ao atleta Celsinho e a compreensão de todos”, diz parte da nota.

Ao fim o clube diz que vai apurar os fatos e que tomará todas as medidas cabíveis diante do ocorrido.

Colunistas