nsc
hora_de_sc

Crime

Celular de grávida morta em Canelinha é apreendido na casa de mulher suspeita do crime

Objetos foram localizados nesta terça-feira durante cumprimento de mandado de busca e apreensão; casal preso após o crime permanece detido

01/09/2020 - 17h53 - Atualizada em: 01/09/2020 - 18h18

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Mulher grávida foi morta e teve bebê roubado em cerâmica abandonada em Canelinha, na Grande Florianópolis
Mulher grávida foi morta e teve bebê roubado em cerâmica abandonada em Canelinha, na Grande Florianópolis
(Foto: )

A Polícia Civil apreendeu o celular e documentos da mulher grávida assassinada na última semana em Canelinha na casa da investigada presa após o crime.

> Fotos de bebê roubada de mãe grávida em Canelinha devem ser excluídas das redes sociais, decide Justiça

Os objetos foram localizados durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão na tarde desta terça-feira (1º), que contou com apoio da Polícia Militar.

Segundo o delegado Paulo Roberto Freyesleben, o material será anexado ao inquérito policial que apura o caso.

A investigação ainda não divulgou detalhes sobre o fato de o celular estar na casa da mulher que confessou o crime. O inquérito segue em andamento.

O laudo da vítima recebido pela investigação aponta que ela tinha lesão nos braços, o que indica que tentou se defender das agressões inicialmente.

O documento também aponta que ela sofreu golpes de tijolo na cabeça, mas que a causa da morte foi o corte abdominal feito pela suspeita. A Polícia Civil ainda deve ouvir mais testemunhas esta semana e aguarda mais laudos antes de encerrar o inquérito.

O casal preso por suspeita de assassinar a mulher grávida e roubar o bebê permanece preso em Tijucas, na Grande Florianópolis.

> Mulher que confessou ter matado grávida em Canelinha divulgou parto falso em grupo

> Grávida morta em SC era professora e “sempre disposta a ajudar as pessoas”

Colunistas