nsc
an

Mais caro

Cesta básica fica mais cara em Joinville e preço médio passa de R$ 300

Pesquisa do Procon mostra que o valor é o mais alto desde fevereiro de 2021

04/08/2022 - 10h00 - Atualizada em: 04/08/2022 - 12h19

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Carrinho de supermercado com itens da cesta básica
Preço médio da cesta básica é de R$ 305,52 em agosto, segundo pesquisa do Procon
(Foto: )

A cesta básica ficou mais cara em Joinville e o preço médio chegou a R$ 305,52 no início de agosto, de acordo com pesquisa do Procon, divulgada nesta quarta-feira (3). É a primeira vez em que o valor passa de R$ 300 desde fevereiro do ano passado.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O preço médio de agosto é 2,71% mais alto do que em julho e pode variar em até R$ 159, dependendo do supermercado em que o consumidor fizer as compras. Isso porque o valor mais barato encontrado pelo Procon foi de R$ 234,39, enquanto o mais caro foi de R$ 394,32 em um dos estabelecimentos pesquisados.

O consumidor ainda tem mais uma opção para tentar pagar mais barato na cesta básica. Caso ele compre os produtos com preços mais em conta, em diferentes supermercados, pode pagar até R$ 218,98.

Os produtos com maior aumento de preço neste mês foram o extrato de tomate, com alta de 43,6%, seguida pela cebola (19%), desinfetante (15,5%) e o queijo mussarela (13,4%). Por outro lado, os alimentos que mais tiveram redução foram a batata lavada (19,6%), vinagre (18,3%), laranja pêra (14,5%) e a maionese (13%).

Veja os preços da cesta básica:

Clique na lupa ou no sinal de "+" para ampliar a tabela.

Sal grosso aumenta em mais de 35%

O Procon também divulgou a pesquisa de preço dos produtos para churrasco. A maior diferença encontrada foi no quilo do sal grosso, que pode variar até 402% no valor. Em um dos estabelecimentos, foi encontrado por R$ 1,19, enquanto custava R$ 5,97 em outro supermercado.

O sal grosso também foi o item com maior aumento de preço em relação ao mês anterior, com alta de 35,6%. Em seguida, apareceram o copa-lombo (14,4%), carvão vegetal (13,7%) e a sobrecoxa (12,3%).

Por outro lado, as maiores quedas de preço foram da linguiça de pernil (16,6%), o lombo (12,7%), a bisteca suína (10%) e a costela com pele (6,3%).

Veja os preços dos produtos de churrasco:

Clique na lupa ou no sinal de "+" para ampliar a tabela.

Leia também:

Joinville terá mais um Zarco do Mirante a partir de setembro

Lei de Joinville sobre linguagem neutra é inconstitucional, decide Justiça

Joinville tem aumento de mortes por Covid em julho; casos ativos caem pela metade

Joinville tem 20 postos de saúde com falta de médicos ou enfermeiros; veja quais

Colunistas