nsc
an

Tempo

Chuva intensa causa alagamentos em cidades do Norte de SC

Previsão é de chuva intensa até a próxima sexta-feira em SC

21/01/2021 - 10h15

Compartilhe

Patrícia
Por Patrícia Della Justina
Em Itapoá, ruas chegaram a ficar interditadas
Em Itapoá, ruas chegaram a ficar interditadas
(Foto: )

A chuva intensa registrada nos últimos dias tem causado enchentes e deslizamentos em diversas cidades do Norte catarinense. Em alguns casos, famílias precisaram deixar suas casas por segurança. 

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui

Os pontos de alagamento foram registrados pela Defesa Civil principalmente em Joinville, Canoinhas, Garuva, Mafra e Itapoá.  

Na maior cidade de SC, a região da estrada Dedo Grosso estava totalmente alagada na manhã desta quinta-feira (21). Moradores ficaram ilhados e precisaram de apoio da Defesa Civil. 

Região da estrada Dedo Grosso nesta manhã
Região da estrada Dedo Grosso nesta manhã
(Foto: )

> Chuva em SC provoca alagamentos e deslizamentos de terra

O município segue em estado de alerta em razão da previsão de chuva para as próximas horas. Segundo a Defesa Civil, já foram 132 milímetros de chuva em 72 horas. 

No bairro Floresta, na última quarta-feira (20) um casal de idosos precisou sair de casa, que fica próxima a uma encosta, porque o movimento de terra fez com que uma árvore ficasse inclinada, com possibilidade de cair sobre o imóvel. A casa continua interditada, e o parecer técnico ainda não foi finalizado pelo geólogo responsável. 

Ruas interditadas no Norte de SC

Já em Itapoá, o excesso de chuva ao longo da semana e a forte chuva da última madrugada também levaram à interdição de algumas ruas. O risco é de enchentes na região. 

O órgão recomenda aos moradores que vivem em áreas alagadiças para que mantenham a cautela e atenção com relação aos rios e córregos próximos às casas. Além disso, pede para que sejam acionados imediatamente em caso de necessidade. 

No Planalto Norte, os municípios seguem em situação de alerta. Em Mafra, o nível do rio é monitorado pela Defesa Civil, mas por enquanto não ultrapassou o limite do rio.

Em Canoinhas, a situação está sob controle conforme a Defesa Civil. A variação é de 100 a 140 milímetros nas últimas 24 horas. Itaiópolis e Papanduva registraram ocorrências de alagamentos. 

Alerta da Defesa Civil

A Defesa Civil de Santa Catarina reforçou, na quarta (20), o alerta para a previsão de chuvas intensas no Estado. A condição segue até sexta-feira (22), com previsão de altos acumulados de chuvas. Por conta disso, há risco de deslizamentos e enxurradas principalmente na Grande Florianópolis, Vale do Itajaí e Litoral Norte.

Confira as orientações da Defesa Civil em caso de alagamentos:

- Não caminhe por áreas alagadas. Além do risco de eletrocussão, há perigo de quedas e arrastamento pela força da água ou contração de doenças pela água contaminada;

- Se a água estiver chegando próximo e ameaça entrar na sua residência, levante os móveis, eletrodomésticos e roupas. Leve remédios, roupas e artigos de maior necessidade e procure um local seguro para se abrigar. Caso não tenha familiares por perto, procure os abrigos municipais;

- Procure não ficar ilhado. Mas, caso você tenha um local seguro e não alagado para se abrigar, faça uma reserva de alimentos, água potável e pilhas para lanternas;

- Pessoas acamadas, gestantes, crianças e idosos devem ser levados com prioridade para áreas seguras. Se precisar de ajuda, acione a Defesa Civil pelo fone 199 ou o Corpo de Bombeiros Militar pelo fone 193;

- Não transite de carro em ruas alagadas. Os motores de alguns veículos não são adaptados para inundações e acabam falhando;

- Se houver sinal de movimentação de solo, como muros abalroados ou caídos, árvores tortas ou caídas, rachaduras ou descida de terra com água, tipo enxurrada, saia do local de risco e acione o Corpo de Bombeiros ou técnicos de Defesa Civil para uma avaliação mais criteriosa;

O que fazer após a inundação?

- Limpe os escombros e lama deixados pela inundação.

- Lave e desinfete os objetos que tiveram contato com as águas da enchente.

- Retire todo o lixo da casa e do quintal e o coloque para a limpeza pública.

- Veja se sua casa não corre o risco de desabar.

- Raspe toda a lama e o lixo do chão, das paredes, dos móveis e utensílios.

- Cuidado com aranhas, cobras e ratos, ao movimentar objetos, móveis e utensílios.

- Tenha cuidado com cobras e outros animais venenosos, pois eles procuram refúgio em lugares secos.

- Nunca beba água de enchente ou inundação.

- Evite contato com a água de enchente por causa do risco de doenças, como leptospirose.

- Não beba água ou coma alimentos que estavam em contato com as águas da inundação.

- Água para consumo humano: pode ser fervida ou tratada com água sanitária, na proporção de 2 gotas de água sanitária para 1 litro de água ou tratada com hipoclorito de sódio, na proporção de 1 gota de hipoclorito para 1 litro de água. Nos dois casos, deixar em repouso por 30 minutos para desinfetar.

O que fazer quando ocorrer um deslizamento?

Se observar um princípio de deslizamento, avise imediatamente a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros. Também tente avisar as pessoas que residem na área do deslizamento. Afaste-se e colabore para que curiosos mantenham-se afastados do local do deslizamento. Não entre no local do deslizamento.

Colunistas