As chuvas persistentes que causam estragos esta semana em Santa Catarina já deixaram pelo menos 800 pessoas desabrigadas em cidades da região da Grande Florianópolis. Os maiores números dos balanços até o momento são em Palhoça e São José, mas municípios bastante atingidos como Santo Amaro da Imperatriz ainda estão resgatando moradores, o que deve fazer com que o número aumente no decorrer do dia.

Continua depois da publicidade

Receba notícias da Grande Florianópolis pelo Whatsapp

SC vai decretar situação de emergência por conta das chuvas

A maioria dos municípios ainda não possui estimativa sobre desalojados — pessoas atingidas que estão provisoriamente em casas de amigos ou familiares.

Continua depois da publicidade

A capital Florianópolis tinha até o fim da manhã apenas uma família desabrigada, com três pessoas. Segundo a prefeitura, elas são atendidas em um hotel conveniado pela prefeitura. Por enquanto, essa é a única estrutura para atender pessoas que precisaram sair de casa, mas o município informa que ativará outros espaços caso haja necessidade. A estimativa é de que haja outras 1 mil pessoas desalojadas, em casa de amigos ou familiares.

Em São José, cerca de 300 pessoas estão desabrigadas segundo a prefeitura. Há dois abrigos ativos pelo município: um no colégio Laurita, no bairro Picados do Sul, e outro na escola Marcília de Oliveira, em Forquilhinhas.

Um dos municípios mais atingidos pelas chuvas, Santo Amaro da Imperatriz tem entre 35 e 50 pessoas abrigadas até o momento, todas em um espaço disponibilizado pela Secretaria de Assistência Social. No entanto, muitos moradores ainda estão sendo resgatados e buscando acolhimento durante a manhã.

Continua depois da publicidade

Com isso, a tendência é de que o número aumente no decorrer do dia. A prefeitura afirma que novos abrigos devem ser abertos conforme a demanda, à medida que as águas baixarem.

A mesma situação é relatada em São João Batista, outra cidade fortemente atingida por alagamentos. Quase 100 pessoas estavam desabrigadas ao fim da manhã, segundo a prefeitura. Um abrigo já foi aberto e outros quatro estão em ativação pelo município.

Em Palhoça, três abrigos funcionam até o fim da manhã, em colégios dos bairros Passa Vinte e Frei Damião e em uma instituição no Brejaru.

Continua depois da publicidade

O último balanço oficial da Defesa Civil de SC trouxe o número de 195 desabrigados e 882 desalojados. Os números são repassados pelas equipes da pasta nos municípios, mas podem conter diferenças em relação ao informado diretamente pelas prefeituras à reportagem.

Chuvas em SC

Desabrigados na Grande Florianópolis
Florianópolis: 3 pessoas
São José: 300 pessoas
Palhoça: 460 pessoas
Santo Amaro da Imperatriz: Entre 35 e 50 pessoas
Antônio Carlos: 60 pessoas

Fonte: prefeituras locais

Leia também

Chuva causa mortes, bloqueia rodovias, suspende aulas e causa estragos em SC

São João Batista fica embaixo d’água e moradores nadam até helicóptero para resgate

VÍDEO: Moradores de Santo Amaro da Imperatriz ficam ilhados e são resgatados de helicóptero

Destaques do NSC Total