A cobrança extra da Netflix por usuário começa em maio de 2023 para pessoas que compartilham da mesma senha na plataforma de streaming, mas não moram na mesma residência. Estes usuários terão que pagar uma taxa extra mensal para continuar com a conta. A medida, de acordo com a empresa, visa conter o prejuízo que a plataforma tem com essa prática de compartilhamento.

Continua depois da publicidade

Desta forma, para evitar que um valor maior seja debitado de sua assinatura, o titular pode informar sua senha apenas para as pessoas com quem mora junto. Mas como isso funciona?

Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

Entenda a cobrança extra da Netflix

Primeiramente, deve-se definir uma “residência Netflix”, usando uma TV, nas configurações da plataforma. A ideia é administrar quem usa o mesmo login dentro da residência em questão. Com isso, a funcionalidade reúne todos os dispositivos móveis ou não conectados na mesma rede de Wi-fi neste local, que seria tido pela empresa como “principal”.

“Todos os outros aparelhos que usam sua conta Netflix na mesma conexão com a internet que essa TV farão automaticamente parte da sua residência Netflix”, explica a empresa.

Continua depois da publicidade

As 10 séries mais assistidas da história da Netflix

Já aqueles que não vivem sob o mesmo teto precisarão aderir ao novo esquema de pagamento divulgado pela plataforma de streaming.

Entretanto, este formato de cobrança também pode ter algumas mudanças dependendo de qual é o plano que você já assina.

Quando a Netflix vai cobrar taxa extra?

De acordo com a plataforma, o usuário irá pagar a partir de maio de 2023.

Valores para cobrança extra de usuário

Conforme divulgado pela Netflix, os usuários que assinam o plano padrão (R$ 39,90 com direito a duas telas simultâneas) ou o plano premium (R$ 55,90 com direito a quatro telas simultâneas) precisarão desembolsar R$ 12,90 mensais a mais para os assinantes extras. Entretanto, o plano padrão permite apenas uma assinatura extra, enquanto o premium limita o recurso a duas assinaturas.

Continua depois da publicidade

Desta forma, por exemplo, caso você assine o plano premium, e tiver dois assinantes extras, a cobrança final passará de R$ 55,90 para R$ 81,70 por mês.

Regras da cobrança extra da Netflix

  • Apenas o titular da conta pode solicitar o compartilhamento extra com um terceiro;
  • O assinante extra só pode ativar seu acesso no mesmo país em que a conta original foi criada. Ele continuará tendo a mesma qualidade de vídeo que o plano oferece, e poderá baixar filmes e séries, bem como utilizar o serviço tanto em casa quanto durante viagens. Ele, entretanto, não poderá criar perfis adicionais na conta;
  • Os assinantes do plano padrão com anúncios (cobrança de R$ 18,90 mensal) não podem adicionar uma conta extra.

E se o assinante não quiser pagar mais?

Caso você divida sua conta com outras pessoas fora de sua residência e elas não queiram pagar o valor extra pelo compartilhamento, a alternativa proposta pela Netflix é a transferência de perfil, na qual o terceiro pagará por uma assinatura própria após migrar de conta. Outra solução é o cancelamento da conta Netflix, no qual você deixará de pagar pelo streaming.

Destaques do NSC Total