nsc
santa

VALE DO ITAJAÍ

Com quase 80 mortes em março, Blumenau tem o pior mês da pandemia

Internações por Covid-19 também foram as maiores em um ano

01/04/2021 - 09h35 - Atualizada em: 01/04/2021 - 09h37

Compartilhe

Bianca
Por Bianca Bertoli
Na Vila Germânica, setores atendem casos suspeitos e público-alvo da vacinação
Na Vila Germânica, setores atendem casos suspeitos e público-alvo da vacinação
(Foto: )

Pouco mais de um ano depois da chegada dos primeiros casos de coronavírus a Blumenau, a cidade passou pelo pior mês da pandemia até o momento. Março foi o mais fatal (77) e com os maiores números de internações de blumenauenses. Com tantas quebras seguidas de recordes negativos, o mês passado, que terminou nesta quarta-feira (31), superou em alguns pontos o primeiro pico da doença, vivido no começo do segundo semestre de 2020.

> Receba no seu WhatsApp todas as notícias de Blumenau e região. Clique aqui.

A reportagem analisou os números divulgados diariamente pela prefeitura. Eles indicam que 77 moradores do município perderam a vida devido às complicações do vírus entre os dias 1º e 31, três falecimentos a mais que em agosto, que até então era o mês com o maior número de mortos. Dos 77, 26 eram pessoas com menos de 60 anos. 

Bastaram 18 dias para março superar fevereiro em quantidade de óbitos. Com o fim do mês, o número é mais que o dobro do anterior: foram 32 vítimas em fevereiro contra 77 em março. 

Na pandemia, quase todas as perdas são registradas em leitos de hospitais, já que os casos mais graves acabam não vencendo a batalha contra o vírus. E neste ponto, mais uma vez, março superou os piores índices. Nesta quarta eram 63 blumenauenses em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) com a doença confirmada, superando a marca de 62 internados de sábado e terça-feira (dias 27 e 30). 

O mês terminou consolidando a tendência observada já na primeira quinzena: nunca houve tantos pacientes de Covid-19 internados nas unidades de saúde da cidade.

A quantidade contrasta com a queda no contágio por coronavírus nas últimas semanas. Mesmo com a média móvel de contaminados apresentando uma leve redução, os casos ativos seguem acima de mil há 57 dias consecutivos. 

No total, são 48.193 infectados e 406 mortos. A taxa de mortalidade por Covid-19 é a 9ª menor entre os 100 maiores municípios brasileiros, um dos poucos dados positivos que março trouxe. Além dele, há a vacinação, única esperança para o retorno da "vida normal". Até agora pouco mais 30 mil receberam a primeira dose, enquanto 11,5 mil já tiveram também a segunda aplicação. 

Colunistas