nsc
dc

Pandemia

Comerciante com coronavírus descumpre medidas e é flagrado pela fiscalização em Criciúma

Ele desobedeceu a ordem de isolamento e estava no local atendendo normalmente os clientes

11/08/2020 - 08h03

Compartilhe

Lariane
Por Lariane Cagnini
coronavirus
Uma festa particular também foi fechada e o responsável multado em R$ 5,8 mil
(Foto: )

Um comerciante de Criciúma, que testou positivo para o coronavírus, desrespeitou o isolamento social e trabalhava normalmente quando foi flagrado pela fiscalização municipal. O local foi interditado pelas autoridades de saúde e segurança, e o homem terá que responder por crime contra a saúde pública.

Com 96 mortes, SC tem o número de óbitos mais alto em um único boletim; governo alega mudança na contagem

Segundo o coordenador da Vigilância Sanitária de Criciúma, Samuel Bucco, o local foi fechado por descumprir as regras contra a disseminação do coronavírus. 

O decreto com medidas restritivas foi prorrogado na segunda-feira (10) por tempo indeterminado, e agora também proíbe jogos de cartas e sinuca no interior de estabelecimentos. 

- Ele foi denunciado, infracionado, teve seu comércio fechado e ainda iremos encaminhar o processo para que a polícia lavre um termo circunstanciado e o enquadre no artigo 268, por crime contra a saúde pública - explicou Bucco.

Rússia afirma ter registrado primeira vacina contra o coronavírus no mundo

No final de semana, a fiscalização foi intensa em Criciúma. Bucco reforça que a penalização é uma das consequências das infrações, mas o pior "é a contribuição para a disseminação do vírus e da pandemia. Enquanto muitos cumprem e preocupam-se consigo e com o próximo, outros burlam as regras", destacou. 

Entre as ações do final de semana, a fiscalização encerrou uma festa particular e multou o proprietário em R$ 5,8 mil. Dois bares e dois restaurantes foram fechados, e outros oito locais notificados. 

"Até os médicos choraram", conta irmã de menino de 12 anos morto por coronavírus no Vale

Além da Vigilância Sanitária, as fiscalizações são feitas com apoio da Polícia Civil, Polícia Militar, Diretoria de Trânsito e Transporte (DTT) e Defesa Civil de Criciúma e Corpo de Bombeiros.

Colunistas