Uma decoração monocromática escolhida com sucesso tende a ser elegante, sofisticada e moderna. Como o nome diz, a decoração monocromática usa uma cor – ou variações da mesma cor. Por exemplo, uma sala cinza pode usar tons de cinza claro, médio e escuro. De azul, um azul petróleo, azul marinho, assim adiante.

> Very Peri: Saiba como utilizar a cor de 2022 na decoração

Monocromático é tendência

A inserção de cores na decoração, assim como a de plantas dentro de casa, começou a ganhar peso durante a pandemia, de acordo com a especialista Amanda Salgado, arquiteta e urbanista da Due Arquitetura e Design. 

– Começar pintando uma parede de uma cor se tornou uma solução rápida, prática, que o morador poderia fazer sozinho e faria uma grande mudança no ambiente. Assim, por uma simples parede, começou a surgir o monocromático, visto que o estilo também é minimalista e foi adotado por diversos e pelos mais diferentes gostos – detalha a arquiteta.

 Due Arquitetura e Design
Ambiente planejado pela Due Arquitetura e Design (Foto: Fernando Willadino)

A vantagem é que esse estilo não é restrito a um tipo de cômodo, de forma geral. É possível abusar dos tons da mesma cor. Nesse caso, se a intenção for expandir a utilização pela casa, a indicação da arquiteta é escolher um tom que o morador tenha certeza que gosta, pois estará em todos os locais.

– Caso seja o primeiro contato com o monocromático, indicamos que seja escolhida, inicialmente, alguma parede da sala ou de um cômodo onde a pessoa veja diariamente, para ir se acostumando com a ideia. E recomendamos a utilização de tons claro como: marrom, branco, bege, cinza; essas cores também podem facilitar a introdução desse estilo na casa – completa.

 Due Arquitetura e Design
Ambiente planejado pela Due Arquitetura e Design (Foto: Fernando Willadino)

Os principais erros

Um ambiente monocromático que utiliza de tonalidades variadas de uma mesma cor de forma harmoniosa, com diferentes estilos e texturas, traz uma experiência de leveza e agrada aos olhos. Mas, ao errar a mão, o efeito pode ser o inverso, tornando o ambiente chato e sem graça.

Entre os principais erros, estão a falta de cores neutras para contraste, utilização de apenas um tom, escolher um tom muito saturado de forma exagerada e faltar criatividade para abusar em diferentes estampas, padrões e texturas.

Continua depois da publicidade

Gustavo Thomaz, arquiteto e urbanista da Due Arquitetura e Design, afirma que as cores são responsáveis não somente por aspectos visuais da casa, mas também podem auxiliar nas expressões e personalidade.

– A escolha de um ambiente monocromático vai ser ousada, porém despertará sensações inesquecíveis. Para um ambiente ter harmonia no conjunto, é necessário que a cor seja bem pensada, sabendo que a pintura, decoração e texturas respeitam a mesma tonalidade de cor. E a escolha da cor vai depender do que você quer passar, por exemplo: se você quer um ambiente mais clean, amplo e delicado, as cores precisam ser mais claras, tons pastéis e cinzas claros. Já se você quer um ambiente que tenha um destaque e ousado, as cores mais quentes são super bem vindas.

Estilo em harmonia

Algumas estratégias podem ajudar quem opta pela decoração monocromática. Thomaz reforça que quando a pessoa adere o ambiente monocromático, algumas medidas podem deixar o conjunto harmonioso.

– Um exemplo seria a mistura de texturas, a mesma paleta de cores, porém com matérias e volumes diferentes. A escolha da decoração também é essencial, sabendo brincar com as alturas dos objetos e os volumes no espaço, como sofás, almofadas, luminárias, entre outros – destaca o especialista.

Continua depois da publicidade

Para mais conteúdos sobre decoração e mercado imobiliário, acesse o portal Morar Bem

Leia também

Saiba como ter um espaço instagramável dentro de casa

Conheça os cinco maiores projetos de paisagismo do mundo