nsc
dc

Segurança veicular

Segurança veicular: Como o design e a matéria-prima dos veículos podem tornar a viagem mais tranquila

Trazendo o que há de mais moderno no setor, a Marcopolo lança a Geração 8 de ônibus, aliando segurança, ergonomia e conforto

30/08/2021 - 10h55 - Atualizada em: 13/09/2021 - 13h35

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Viajar de ônibus
Segurança veicular contribui com viagens mais tranquilas no trânsito | Registro feito antes da pandemia.
(Foto: )

O Brasil tem a quarta maior malha viária do mundo. São 1.720.700 quilômetros de estradas e rodovias nacionais por onde passam 61% de toda a carga e 95% dos passageiros transportados no país, de acordo com a Confederação Nacional do Transporte (CNT).

> Nova geração de ônibus desenvolvida por gigante brasileira traz mais segurança ao viajar

Segundo dados da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), entre janeiro e julho de 2020, houve um aumento de 12,7% do tráfego de veículos nas rodovias brasileiras (13,1% a mais de veículos leves e 11,8%, de veículos pesados), em relação ao mesmo período do último ano.

Esses números demonstram a importância de se investir em estruturas que garantam mais segurança aos motoristas e passageiros. E quando se fala sobre investimentos em segurança viária, é preciso ressaltar os três pilares fundamentais para a integridade de quem transita pelas estradas e rodovias: fator humano, qualidade das vias e qualidade dos veículos.

Com base nesses três pilares e seguindo orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), foi desenvolvida a Declaração de Estocolmo, apresentada durante a 3ª Conferência Ministerial Global Sobre Segurança no Trânsito, na Suécia, no início de 2020. Para os proponentes da Declaração, um trânsito seguro se faz com cooperação social e parceria entre todos os agentes (governo, empresas que detêm concessões rodoviárias, fabricantes de veículos, fiscais, policiais e motoristas).

Desde os governantes, que aprovam licenças e investimentos para a construção e a manutenção das vias até os usuários dessas vias, são centenas os agentes de trânsito, entre eles, destacam-se, os policiais rodoviários e demais fiscais de departamentos de trânsito, e os motoristas profissionais.

Para que as estradas brasileiras sejam ainda mais seguras, é necessário que todos colaborem. Isso significa investir em treinamento e aperfeiçoamento constantes, respeitar os prazos das licenças, respeitar a legislação e manter a atenção durante todo o tempo em que estiver dirigindo ou fiscalizando. Além disso, fatores como a segurança dos veículos no transporte podem fazer toda a diferença.

Segurança veicular

Quando o assunto é segurança veicular, a tecnologia é uma grande aliada. Graças aos avanços tecnológicos, o custo de algumas estruturas – como novos modelos de faróis, de cintos de segurança e de espelhos retrovisores, freios mais efetivos, vidros mais resistentes etc. – se tornou mais acessível e hoje estão presentes em, praticamente, toda a frota de veículos novos.

Todos os equipamentos básicos obrigatórios, determinados pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), devem estar de acordo com as normas do Contran e da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT). Por isso, os veículos devem passar por inspeções regulares, segundo regulamento do Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Geração 8 Marcopolo traz inovação e mais segurança nas estradas

Sempre pensando em oferecer a melhor experiência aos passageiros e motoristas e tendo a preocupação com a segurança de todos que utilizam diariamente as estradas, a Marcopolo, líder na fabricação de carrocerias de ônibus no Brasil, lançou a Geração 8 de ônibus rodoviários, com padrões únicos de segurança, conforto, conectividade, dirigibilidade e ergonomia.

Essa nova geração coloca a Marcopolo em um inédito patamar de segurança. Todos os modelos atendem à exigente norma internacional R66.02 para tombamento, inclusive o Paradiso 1800 Double Decker, o que não é exigido no Brasil.

A utilização de matérias-primas na fabricação dos componentes de acabamento externo, que proporcionam uma redução do risco de quebra em pequenas colisões em até 50% é uma das novidades no quesito segurança, que também conta com um conjunto ótico inédito, com a ampliação da área de visão noturna, que ajuda a diminuir a fadiga do motorista.

— O resultado obtido com essa melhoria proporciona maior segurança e dirigibilidade noturna em relação a qualquer outro modelo de ônibus comercializado no Brasil — destaca James Bellini, CEO da Marcopolo.

Os novos break-light em LED aumentam a área iluminada em 176%, trazendo mais eficiência luminosa e mais segurança, que melhoram a dirigibilidade noturna. Ou seja, contribuem com a viagem do motorista e, por consequência, dos passageiros.

Além disso, a largura das colunas laterais também foi ampliada em 25%, e o peitoril lateral dos veículos em 70mm, garantindo proteção mais efetiva em caso de acidentes e tombamento. Foram eliminados os pontos cegos, e o novo design ampliou em 6% a largura reflexiva dos espelhos retrovisores, aumentando a visibilidade do condutor.

Mais segurança, funcionalidade e design

Mantendo o padrão Marcopolo, a nova geração foi desenvolvida com o que há de mais moderno no mercado, tendo como principal objetivo oferecer mais segurança nas estradas.

— Um dos principais diferenciais da Geração 8 com relação à segurança é o novo conceito de proteção da cabine do motorista, com estrutura de coluna “B” tripla e que proporciona deformação 78% inferior ao exigido pelas normas brasileiras. A engenharia consumiu mais de 2.600 horas de testes ao longo de dois anos para desenvolver o novo sistema de proteção — destaca o CEO.

E falando em tecnologia, um dos pontos de destaque é o projeto elétrico, pensado e simulado em 3D para otimizar a instalação, com arquitetura descentralizada, que permite o monitoramento remoto por meio de telemática de ponta, iniciativa capaz de otimizar a manutenção e aumentar a disponibilidade do veículo.

Mas essas são apenas algumas mudanças oferecidas pela Marcopolo. A Geração 8 traz, ainda, inúmeras inovações em sustentabilidade, eficiência e conforto.

Para saber mais sobre a Geração 8 e seus referenciais inéditos para o transporte de passageiros, clique aqui.

Leia também

Empreendedorismo por necessidade desperta para novas oportunidades profissionais

Riscos do Day Trade: Operações diárias na bolsa possuem volatilidade elevada

Sustentabilidade empresarial ganha cada vez mais força no Brasil

Colunistas