nsc
dc

Por dentro do EAD

Como usar a nota do ENEM para conseguir uma bolsa de estudo

Nota do Enem é um requisito para solicitar bolsas e financiamentos estudantis que ampliam o acesso ao ensino superior. Veja como se candidatar

01/04/2021 - 11h01 - Atualizada em: 13/04/2021 - 17h34

Compartilhe

Estúdio
Por Estúdio NSC
Nota do ENEM é um requisito para solicitar bolsas e financiamentos estudantis que ampliam o acesso ao ensino superior. Veja como se candidatar
Nota do ENEM pode facilitar o acesso ao Ensino Superior
(Foto: )

FIES, SISU, PROUNI são siglas conhecidas por estudantes do Ensino Médio e Superior de todo o país. Porém, além desses programas nacionais de bolsas, alunos de graduação em Santa Catarina podem concorrer também ao UNIEDU, programa de Bolsas Universitárias do Estado de Santa Catarina e executado pela Secretaria da Educação (SED), que oferece, semestralmente, bolsas de pesquisa ou de estudo de até 100% para alunos matriculados em cursos a distância ou presenciais.

Alunos dos cursos de graduação EAD da Uniasselvi podem se candidatar – a cada semestre – a esse benefício. Para isso, é preciso comprovar carência econômica (segundo Índice de Carência calculado por um sistema próprio); não ter nenhuma reprovação no semestre anterior; ter feito o Ensino Médio em instituição da rede pública ou com bolsa integral em escola da rede privada; e atender a outros critérios.

Além do programa UNIEDU, novos alunos de graduação da Uniasselvi podem utilizar a nota do Enem para solicitar outros financiamentos e bolsas estudantis. A instituição é uma das pioneiras em educação a distância no país e possui mais de 300 mil alunos matriculados em mais de 300 cursos de graduação e pós-graduação, em 700 polos de EAD – em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal.

Democratizar o acesso ao Ensino Superior é um importante passo para uma sociedade mais igualitária

A Uniasselvi investe em EAD porque acredita que a ampliação do acesso à educação é fundamental para diminuir as desigualdades sociais e econômicas. Por isso, tem polos em regiões onde faculdades presenciais não chegam.

Disponibilizar vagas para os programas de auxílio estudantil também faz parte da política de democratização do Ensino Superior da Uniasselvi. E, além dessas vagas, a instituição oferece bolsas de até 100% para ingressantes via Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). A seleção utiliza a pontuação que o candidato obteve na prova.

Os descontos são válidos para todas as mensalidades até a conclusão do curso (desde que o aluno cumpra requisitos de frequência e não reprovação).

Para 2021, a Uniasselvi criou um programa que, de acordo com a nota obtida no ENEM dos últimos cinco anos, concede bolsas de 30 até 100%. Para simular a bolsa, o candidato deve acessar enem.uniasselvi.com.br.

SISU, FIES, PROUNI: entenda a diferença entre os programas e saiba se você pode solicitar

Os três programas foram criados pelo Governo Federal em diferentes anos e situações e, embora tenham como função principal ampliar o acesso à educação superior e suprir o déficit de vagas nas instituições públicas e privadas, no caso do FIES, para cursos presenciais. Eles são programas com funções e regras diversas e entender como cada um funciona é importante para fazer a escolha mais acertada.

SISU

O SISU (Sistema de Seleção Unificada) é um processo seletivo, uma maneira de ingressar em universidades públicas utilizando a nota do Enem. Por ser um processo unificado, permite aos estudantes pleitearem uma vaga em instituições de ensino superior de qualquer estado. Para quem não passa no SISU, a UNIASSELVI mantém as mesmas bolsas do ENEM.

>> MEC prorroga prazo de inscrição para o Sisu

FIES

O FIES (Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior) foi criado em 1999 para financiar os estudos de alunos de cursos presenciais em instituições não gratuitas. Ele funciona como um empréstimo que deverá ser pago pelo aluno ao concluir o curso.

Para solicitar o FIES, é preciso estar matriculado em um curso presencial de graduação não gratuito com avaliação positiva no Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES), em instituição participante; ter renda familiar mensal bruta de até três salários mínimos por pessoa; ter feito ENEM a partir de 2010, com nota mínima de 450 pontos e não ter zerado a redação.

PROUNI

Já o PROUNI (Programa Universidade para Todos) foi criado para promover a inclusão de jovens de baixa renda no Ensino Superior. Por meio do PROUNI, é possível obter bolsas de estudo parciais ou integrais.

Para concorrer a uma bolsa PROUNI, o estudante não pode ter diploma de graduação; deve ser egresso da rede pública (ou ter estudado em escola particular com bolsa integral); ter obtido nota mínima de 450 pontos no ENEM anterior (e não ter zerado a redação); comprovar renda familiar bruta mensal de até 1,5 salário mínimo por pessoa (para bolsa integral) ou de até três salários mínimos por pessoa (para bolsa de 50%). Estudantes com deficiência e professores da educação básica da rede pública de ensino – em exercício – não precisam comprovar renda mínima.

Na Uniasselvi, você pode solicitar bolsa de até 100% pela nota do ENEM e ainda pode se inscrever para o PROUNI ou UNIEDU (alunos de SC). Conheça a EAD de verdade e comece a construir seu futuro!

Leia também:

As expectativas e os desafios do mercado de trabalho para o pós-pandemia

Busca por cursos EAD cresce no Brasil; entenda por que essa modalidade de ensino vem ganhando adeptos

Colunistas