Nesta quarta-feira (7) se comemora a Independência do Brasil, um feriado nacional que carrega muita história. Em homenagem a essa data tão especial, contamos a história dos quatro símbolos que representam o Brasil: a Bandeira, o Hino, o Selo e o Brasão.

Continua depois da publicidade

Saiba como receber notícias do DC no Telegram

A Bandeira Nacional é um dos principais símbolos do Brasil, e é no círculo azul, ao centro, que estão as 27 estrelas que representam as unidades federativas do país.

Há outros elementos e cores que compõem a bandeira como o retângulo verde, representando a vegetação brasileira; o losango amarelo, representando o ouro e as riquezas; o círculo azul, representando, além das unidades federativas, os céus e os rios brasileiros; e o branco, através das estrelas, representando o desejo pela paz.

O que abre e fecha em Joinville no feriado de 7 de Setembro

Continua depois da publicidade

A atual bandeira está presente em nosso cotidiano desde 1889, após a Proclamação da República. O estilo atual foi criado para representar as conquistas e um momento histórico para o país, mas o que poucas pessoas sabem, é que o Brasil já teve 12 bandeiras diferentes ao longo de sua história.

Hino Nacional

O Hino Nacional como conhecemos hoje começou a tomar forma em 1831, com a melodia de Francisco Manoel da Silva. Já a letra foi criada pelo poeta Joaquim Osório Duque Estrada e oficializada em 1922.

Desfile de 7 de Setembro em Florianópolis deve reunir quase 30 grupos

Em entrevista à Agência Brasil, a historiadora Neuma Brilhante Rodrigues conta sobre a importância dos valores exaltados no hino e consolidação desses símbolos para a identidade nacional.

— Esses símbolos nacionais (valores como liberdade, amor a Pátria e a força dos brasileiros) apresentam como instrumentos para criar essa identidade entre essa comunidade espalhada, elas estão se sentindo como pertencentes ao mesmo grupo e agora um grupo nacional. Esses símbolos vão ser fundamentais pra essa mudança de chave da construção da identidade política. Nós deixamos de ser súditos de alguém e passamos a pertencer a uma determinada Nação — relata a historiadora.

Continua depois da publicidade

Selo

O selo nacional foi criado em 1889, com o intuito de autenticar os atos do governo, documentos oficiais, bem como diplomas e certificados escolares.

Oktoberfest 2022 em Blumenau abre vagas de emprego para limpeza e segurança

O símbolo é baseado na esfera da bandeira do Brasil.

Brasão

O quarto símbolo é o brasão nacional, criado na mesma data que bandeira brasileira, em 1889.

O brasão, também conhecido como armas nacionais, representa a glória, a honra e a nobreza do Brasil. O seu uso é obrigatório pelos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário e pelas Forças Armadas, além da presença em todos os prédios públicos.

Mulher é encontrada morta em areia da praia em Florianópolis

O símbolo é representado por armas, que são formadas por um escudo redondo, uma estrela de cinco pontas e uma espada. No centro, fica o Cruzeiro do Sul.

Continua depois da publicidade

Leia mais:

Grupo que colocava soda cáustica e água oxigenada no leite pega 145 anos de prisão

Homem que tropeçou em propaganda de cerveja e sofreu fratura ganha indenização em SC

Destaques do NSC Total