nsc
dc

Proteção

“Considero uma vitória”, diz idoso de 91 anos vacinado contra Covid-19 em Florianópolis

Adolfo Aguiar recebeu a vacina em casa nesta quarta-feira e foi um dos primeiros moradores da Capital a ser imunizado pelo grupo de pessoas com mais de 90 anos

11/02/2021 - 07h00

Compartilhe

Jean
Por Jean Laurindo
Adolfo (centro), 91 anos, recebeu equipe de saúde e foi vacinado nesta quarta-feira
Adolfo (centro), 91 anos, recebeu equipe de saúde e foi vacinado nesta quarta-feira
(Foto: )

O aposentado Adolfo Aguiar, 91 anos, teve na manhã desta quarta-feira (10) uma surpresa que muitas pessoas esperam desde o início da pandemia do novo coronavírus. Ele recebeu em casa uma equipe de saúde do município e tomou a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Ele foi uma das primeiras pessoas a ser vacinada na nova etapa da imunização na Capital, agora estendida para idosos com mais de 90 anos.

> Vacina de idosos acima de 90 anos é aplicada de casa em casa em Florianópolis

Seu Adolfo é natural de Florianópolis, funcionário público aposentado e tem três filhas, cinco netos e quatro bisnetos. A jornada até chegar ao momento da vacina teve momentos de apreensão. Em junho do ano passado, quando os hospitais recebiam um grande número de pacientes com Covid-19, ele precisou fazer uma cirurgia para colocação de um marca-passo. O procedimento ocorreu sem problemas, mas as três filhas mantiveram os cuidados por causa da idade dos pais.

Adolfo mora no bairro Trindade, no apartamento em que foi vacinado nesta quarta. Nos meses de pandemia, a família levou a esposa e ele para a região da praia da Daniela, onde teriam mais condições de caminhar e tomar sol, mesmo mantendo os cuidados de prevenção ao coronavírus.

A família se manteve unida, mas a pandemia afastou um pouco abraços e demonstrações mais próximas de afeto, para o próprio bem dos pais. Talvez por conta disso, uma das primeiras coisas citadas por Adolfo no dia em que recebeu a vacina é a oportunidade de continuar perto dos familiares.

– Me sinto muito contente por ter sido surpreendido com equipe de enfermeiros em minha casa para ser vacinado. Estar com 91 anos e ser o primeiro do bairro Trindade a ser vacinado eu considero uma vitória. (Estou) na expectativa de poder conviver por mais algum tempo com meus familiares e amigos, sempre apreciando as belezas desse mundo – contou Adolfo ao telefone, com palavras caprichosamente escritas em um bilhete para não deixar escapar nenhum detalhe do sentimento vivido nesta quarta-feira ao receber a vacina.

SC quer vacinar todos os idosos com mais de 90 anos até o fim de semana

Adolfo fala da expectativa de voltar a passear e conviver mais de perto com a família após vacinação
Adolfo fala da expectativa de voltar a passear e conviver mais de perto com a família após vacinação
(Foto: )

Adolfo diz que espera continuar a vida normal, agora podendo passear e ter mais tranquilidade de estar seguro – o que, vale frisar, só vai ocorrer após a segunda dose. Mas o alívio também se estende às filhas de Adolfo. Márcia Aguiar Arend conta que como as irmãs atuam como profissionais de saúde, a família vive a expectativa de em breve poder celebrar com mais proximidade momentos como os aniversários em família.

Quanto a Adolfo, ele faz questão de destacar mais um desejo que ganhou força ao receber a vacina.

– Meu reconhecimento aos médicos e aos profissionais da área da saúde, por tão importante missão. Que Deus conceda a todos sempre muita disposição. E que muito em breve a pandemia seja erradicada – afirma.

> Como será a fila de vacinação dos idosos contra o coronavírus em SC

> Monitor da Vacina: veja quantas doses foram aplicadas em Santa Catarina

> Tire as dúvidas que ainda restam sobre a vacina da Covid-19

Colunistas