nsc
dc

Copa do Mundo

Copa do Mundo a cada dois anos preocupa COI

O Comitê exigiu uma "consulta mais ampla" sobre o projeto

17/10/2021 - 09h32

Compartilhe

Por AFP
Neymar aparece chutando bola durante jogo do Brasil
Seleção Brasileira durante partida da Copa do Mundo de 2014. Mudanças na frequência de realização da competição preocupam o Comitê Olímpico Internacional
(Foto: )

O Comitê Olímpico Internacional (COI) exigiu neste sábado uma "consulta mais ampla" sobre o projeto de realização da Copa do Mundo a cada dois anos, preocupado em ver o futebol invadir um pouco mais o espaço das outras modalidades.

> Receba as principais notícias de Santa Catarina pelo Whatsapp

Dobrar a frequência da Copa do Mundo para "gerar mais receita para a Fifa", escreve o COI, criaria "um conflito com outros grandes eventos esportivos internacionais, especialmente no tênis, golfe, ginástica, natação, atletismo e Fórmula 1".

A comissão executiva do órgão olímpico vê nisso o risco de "um ataque à diversidade e ao desenvolvimento de outras modalidades que não o futebol", cuja audiência seria reduzida pelo efeito desta competição que tem grande audiência.

O COI não se referiu à competição que uma possível Copa do Mundo a cada dois anos teria sobre os Jogos Olímpicos enquanto atualmente as edições dos dois principais eventos esportivos do mundo ocorrem separadamente com uma diferença de dois anos entre cada torneio.

> Florianópolis suspende vacinação da Covid-19 com a Pfizer por falta de doses

Além disso, o órgão sediado em Lausanne (Suíça) estima que “o aumento das competições masculinas” pode prejudicar o desenvolvimento do futebol feminino, uma crítica já lançada por muitos adversários do projeto Fifa, especialmente a Uefa, clubes europeus e organizações de torcedores.

Por fim, e enquanto a Fifa pretende ter uma edição de sua principal competição a cada verão (no hemisfério norte), alternando com torneios continentais como a Eurocopa, o COI mostra-se preocupado com a "significativa pressão adicional sobre a saúde física e mental dos jogadores".

> Avaí pode reclamar, mas teve atuação muito ruim em Sergipe

A Fifa divulgou há algumas semanas que está realizando uma "consulta ampla e aprofundada" sobre a reforma do calendário internacional, para obter uma votação de suas associações no final do ano, mas uma grande coalizão liderada pela Uefa e clubes europeus ainda não foram ouvidas pela entidade qe rege o futebol no mundo.

Confira os vídeos do NSC Total no YouTube

Leia também

SC tem 22 cidades sem homicídio há pelo menos 10 anos

Antonieta de Barros, a defensora da educação na política e na literatura

Avaí perde para o Confiança por 3x1 pela Série B

Colunistas