nsc
an

Desaparecimento

Corpo de adolescente levado pelo mar é encontrado em Itapoá

Ele tinha 17 anos e havia sido levado pelo mar após ser atingido por uma onda

21/10/2020 - 08h46 - Atualizada em: 21/10/2020 - 08h50

Compartilhe

Hassan
Por Hassan Farias
Buscas haviam sido retomadas na manhã desta quarta-feira
Buscas haviam sido retomadas na manhã desta quarta-feira
(Foto: )

O corpo do adolescente de 17 anos desaparecido após ser levado pelo mar na Boca da Barra, em Itapoá, foi encontrado na manhã desta quarta-feira (21). Os bombeiros realizavam buscas desde domingo na região do desaparecimento, onde o rio Saí Mirim encontra com o mar.

> Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

Os Bombeiros Militares encontraram o corpo por volta das 8h50, a cerca de 150 metros do local do desaparecimento. As equipes trabalhavam há quatro dias nas buscas pelo adolescente e ainda estão no local para a retirada do corpo.

O desaparecimento havia acontecido na tarde de domingo. Segundo familiares, o jovem morador de Curitiba estava pescando e decidiu tomar banho de mar. Ele estava com a água na altura da coxa, quando uma onda o derrubou e o jovem desapareceu.

A família correu ao posto de guarda vidas mais próximo para pedir ajuda. O local é isolado e fora da área de cobertura do serviço de guarda-vidas realizado pelo Corpo de Bombeiros Militares de Itapoá. Eles se deslocaram por cerca de um quilômetro de faixa de areia até chegar ao local.

> Árvore cai e destrói metade de casa em Rio Negrinho

Cuidados em áreas sem presença de guarda-vidas

O Corpo de Bombeiros Militares de Itapoá reforça a importância das pessoas buscarem locais com presença de guarda-vidas para tomar banho de mar. As diretrizes vigentes da corporação determinam a área de cobertura do posto guarda-vidas de 200 metros para cada lado. Portanto, as pessoas devem buscar se banhar dentro deste perímetro.

A comunidade pode verificar diariamente quais são os postos de guarda-vidas que estão com os serviços ativados por meio do aplicativo Praia Segura. Também é possível obter informações sobre condição do mar (risco de afogamento), presença de água-vivas e situação da balneabilidade da água (própria ou imprópria para banho).

Colunistas