nsc
an

Reconhecimento

Dançarinos que sofreram acidente vencem prêmio de superação em Joinville

Grupo Corpo de Baile Noara Beltrami foi reconhecido após conquistar três lugares no pódio do Festival de Dança

15/10/2021 - 14h15 - Atualizada em: 15/10/2021 - 16h30

Compartilhe

Por Marcelo Henrique
bailarinos
Equipe de dançarinos conquistou o prêmio de superação após acidente em Joinville
(Foto: )

Depois de passar por um acidente, o grupo de bailarinos Corpo de Baile Noara Beltrami venceu o prêmio especial pelo exemplo de superação no Festival de Dança de Joinville. A premiação aconteceu nesta quinta-feira (14) após a Noite Competitiva e garantiu vaga aos dançarinos para a próxima edição do festival.

> Acesse para receber notícias de Joinville e região pelo WhatsApp

O Corpo de Baile Noara Beltrami subiu ao pódio três vezes. Na terça-feira (12), o grupo conquistou o 2º lugar no conjunto da Balé Neoclássico. Já no sábado, a equipe conseguiu duas posições em um só dia, 3º lugar na variação feminina de Balé Clássico de Repertório, e 2º lugar no solo feminino de Dança Contemporânea. 

Com a conquista, eles irão se apresentar na Noite dos Campeões, na sexta-feira (15) e sábado (16), às 20h, nas categorias Júnior e Sênior, respectivamente. De acordo com Noara Beltrami, responsável pelo grupo, os bailarinos queriam honrar a vinda para Joinville.

- Foram muitos esforços, com vaquinha online, muitas doações para que esse sonho se realizasse, e se realizou. Todos estão muito alegres com as conquistas - declara.

Acidente feriu oito pessoas do grupo

O grupo decidiu continuar competindo mesmo depois de uma grave colisão entre um caminhão e uma van ocupada pelos dançarinos de Brasília. A batida deixou oito pessoas feridas na madrugada da última sexta-feira (8) no viaduto da rua Ottokar Doerffel, no bairro São Marcos.

A pessoa com maiores ferimentos foi a dançarina Maria Eduarda Meireles, de 15 anos, com um dedo do pé amputado. Ela recebeu alta médica do Hospital São José no último domingo (10), além disso ela sofreu um ferimento na orelha.

> Bailarina volta para casa após acidente em Joinville: ‘Poderia ter sido pior’

Segundo Noara, os bailarinos ficaram muito machucados fisicamente e abalados mentalmente, tanto os que estavam no acidente, quanto os bailarinos que já estavam na cidade dando suporte para os lesionado.

- Por dois dias, ficamos parados cuidando do acidentados, com idas e vindas do hospital, ficamos estagnados em nossas atividades planejadas aqui. Mas estão todos muito melhores, se recuperando de uma forma muito rápida - explica.

*Sob supervisão de Lucas Paraizo

Leia também:

Jovem bailarino faz homenagem à mãe durante apresentação vitoriosa no Festival de Dança de Joinville

Por que linhas de ônibus ainda não voltaram ao “normal” em Joinville aos domingos

Gás de cozinha tem alta de 3,48% em outubro e custa até R$ 130 em Joinville, aponta Procon

Colunistas