nsc
dc

Pandemia

SC anuncia restrições em oito regiões em nível gravíssimo para coronavírus

Decisão atinge 133 cidades de SC, onde o transporte coletivo será suspenso a aglomeração em espaços públicos ficará proibida

07/08/2020 - 18h56 - Atualizada em: 07/08/2020 - 20h43

Compartilhe

Lucas
Por Lucas Paraizo
Covid Blumenau
Região do Vale do Itajaí, em risco gravíssimo, é uma das atingidas pelo decreto
(Foto: )

O governo de Santa Catarina divulgou nesta sexta-feira (7) a ampliação das medidas de isolamento social nas oito regiões que estão em risco gravíssimo para o coronavírus. Com o novo decreto, a partir de segunda-feira (10) o transporte coletivo estará suspenso por sete dias.

> Florianópolis e Palhoça confirmam volta dos ônibus no dia 10

As novas medidas valem para as regiões Alto Vale do Itajaí, Médio Vale do Itajaí, Foz do Rio Itajaí, Nordeste, Carbonífera, Extremo Sul, Alto Vale do Rio do Peixe e Meio Oeste. No total, são 133 cidades afetadas, que representam 55% da população catarinense.

Nestas regiões, além da suspensão do transporte coletivo a partir desde sábado (8) está proibida a permanência de pessoas em espaços públicos como praças, parques e praias.

Mapa de risco covid sc
Decreto afeta as regiões em vermelho no mapa
(Foto: )

Em nível estadual, ficam suspensas também, por mais 14 dias, as atividades culturais em cinemas, museus, espetáculos, shows e casas noturnas. As aulas na rede de ensino seguem suspensas até o dia 7 de setembro.

O texto do novo decreto também prevê novas regras de testagem, monitoramento e rastreabilidade de contatos em casos de coronavírus nas empresas. As normas estão sendo construídas em conjunto com as entidades representativas dos setores e serão publicadas em Portaria do Centro de Operação de Emergência em Saúde (COES).

Transporte liberado em cidades fora do risco gravíssimo

A atualização do governo de SC aponta também que, nas regiões que deixaram o nível gravíssimo, o transporte coletivo pode voltar a partir de segunda-feira. É o caso da Grande Florianópolis, que voltou para o status de "risco grave", e poderá voltar a ter os ônibus rodando na segunda-feira. As prefeituras, no entanto, têm o poder de decretar medidas mais restritivas que o Estado.

> Painel do coronavírus: confira dados atualizados da doença em SC

Colunistas